Energético no carnaval: excesso da bebida pode trazer riscos à saúde

Saúde
16 de Fevereiro, 2023
Energético no carnaval: excesso da bebida pode trazer riscos à saúde

Além da bebida alcoólica, o energético é um grande “aliado” de muita gente que irá se jogar no carnaval. Afinal, a energia precisa dar conta para aproveitar todos os momentos da festa.

Contudo, é preciso ter muito cuidado, já que a bebida pode ser prejudicial para o coração, se consumida em grandes quantidades. É o que aponta o cardiologista Francisco Pupo, chefe da Clínica Prime Cor.

De acordo com o médico, as bebidas podem causar episódios de aceleração cardíaca, insônia, ansiedade. Além disso, em casos extremos, até mesmo um infarto agudo do miocárdio. Isso ocorre pelo aumento da ingestão de cafeína.

“Principalmente jovens e adolescentes, os pais precisam estar atentos e não deixarem seus filhos ingerirem esse tipo de bebida à vontade. Inclusive temos visto crianças consumindo energéticos em formas de suco, o que é ainda mais perigoso”, reforça.

Veja também: Afinal, sambar de salto alto prejudica os pés?

Não é só no carnaval: brasileiros estão tomando mais energético

De acordo com um levantamento da Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas (Abir) a produção e o consumo de energéticos vem crescendo no Brasil.

Em um comparativo entre 2010 e 2020, a entidade registrou um aumento na fabricação de 63 milhões de litros por ano para 151 milhões. O consumo foi de 300 mililitros por habitante ao ano para 710 mililitros em uma década.

Mas, o que isso significa para a saúde a longo prazo? O cardiologista explica que os riscos para o coração dependem do estado de saúde, sensibilidade à bebida e volume ingerido.

Entretanto, há relatos de arritmias e outros problemas cardíacos. Além disso, o alto teor de cafeína e outras substâncias existentes nos energéticos são capazes de atrapalhar o ciclo do sono.

Assim, o correto é pedir orientação ao médico que realiza o seu acompanhamento, além de evitar o consumo da bebida em casos de insônia, ansiedade e doenças cardíacas.

O médico ressalta que misturar a bebida junto com álcool é particularmente perigosa ao coração, caso a pessoa já tenha esse histórico de problemas.

Portanto, se for pular carnaval, limite a ingestão de energético e priorize a boa e velha forma de recuperar as energias: dormindo. Dessa forma, é possível curtir a festa, manter o sistema imunológico fortalecido e com saúde.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança

Efeitos da vacina de Covid
Saúde

Efeitos da vacina da Covid: primeiro grande estudo mostra resultados

Segundo estudo, os efeitos da vacina são menores do que a infecção pela doença

disuria
Saúde

Disúria: entenda as causas, sintomas e tratamentos da dor ao urinar

O sintoma, popularmente chamado de dor ao urinar, pode ter diversas causas, sendo a infecção urinária a principal