Dor de ouvido no avião: dicas para evitar

Saúde
16 de Dezembro, 2022
Dor de ouvido no avião: dicas para evitar

Você viaja de avião ou de carro na serra, e quando chega ao destino sente dor de ouvido e até mesmo pressão na cabeça. Mas por que será que isso acontece?

De acordo com Bruno Borges de Carvalho Barros, médico otorrinolaringologista, essa sensação ocorre em função da mudança brusca de pressão durante a mudança de altura na decolagem e pouso de avião ou viagens de automóvel em serras. “Esse desconforto pode passar em alguns segundos ou minutos após o fim da viagem, dependendo da intensidade do trauma, isso pode aumentar”, avisa. 

Quando o ouvido não consegue equalizar a pressão interna com a externa, ocorre um trauma interno, com secreção de líquido e até sangue dentro da orelha média. Assim, esse problema é chamado de barotrauma e ocorre pelo bloqueio de um canal que comunica o ouvido e o nariz, chamada tuba auditiva.

Leia também: Timpanoplastia: o que é e para que serve o procedimento?

Além disso, a Dra. Roberta Pilla Otorrinolaringologista membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), conta que em crianças e bebês o problema é mais frequente pela própria anatomia das estruturas envolvidas na regulação desta pressão. Isso porque elas incluem o tamanho e posição da tuba auditiva e imaturidade do sistema de compensação, que pode piorar caso a criança esteja passando por algum processo inflamatório, como crise alérgica, resfriado, infecções em ouvido, ou gripe.

Como evitar a dor de ouvido no avião

Para evitar dores e incômodos na sua viagem, os especialistas deixaram dicas valiosas:

  1. Manobra de Valsalva: um método que aumenta a pressão intratorácica para equalizar a pressão dos ouvidos e consiste em inspirar, manter a boca fechada e apertar as narinas com os dedos enquanto força a saída de ar pelo nariz. Apesar de ser a primeira opção das pessoas, deve-se evitar realizá-la com muita intensidade. Pois pode piorar ainda mais a dor e congestão do ouvido;
  2. Mastigar chicletes ou alimentos, de preferência duros: ajuda a equilibrar a pressão no ouvido e evitar a dor já que este movimento força os músculos do rosto que abrem a comunicação entre o ouvido e o nariz, chamada tuba auditiva. Isto permite equalizar a pressão e ajuda a diminuir a sensação de ouvido tampado;
  3. Provocar bocejo com o mesmo princípio da mastigação: aciona músculos da face, liberando a tuba auditiva e favorecendo o equilíbrio da pressão; 
  4. Fazer compressa quente no ouvido por dez minutos: ajuda a aliviar a dor causada pela pressão e qualquer tipo de dor de ouvido;
  5. Movimentar a mandíbula da criança: um exemplo fazê-la engolir, dar a chupeta, tomar água, amamentar, chupar a mamadeira, até mesmo deixar chorar um pouco pode ajudar a mobilizar estas estruturas e melhorar o desconforto. “Eventualmente gotas otológicas e analgésicos também podem ser indicadas pelo médico para minimizar o desconforto. Compreensão, carinho, colo e aconchego são sempre indicados”, complementa Dra. Roberta Pilla;
  6. Evite realizar voos quando o nariz estiver muito congestionado:  “O risco de barotrauma nesta situação aumenta muito. Fale sempre com seu otorrino antes se a viagem dor inadiável”, finaliza a médica.

Fontes: Bruno Borges de Carvalho Barros, médico otorrinolaringologista; e Dra. Roberta Pilla Otorrinolaringologista membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança

Efeitos da vacina de Covid
Saúde

Efeitos da vacina da Covid: primeiro grande estudo mostra resultados

Segundo estudo, os efeitos da vacina são menores do que a infecção pela doença

disuria
Saúde

Disúria: entenda as causas, sintomas e tratamentos da dor ao urinar

O sintoma, popularmente chamado de dor ao urinar, pode ter diversas causas, sendo a infecção urinária a principal