Dieta vegetariana ajuda a diminuir o colesterol, aponta estudo

Alimentação Bem-estar Saúde
28 de Julho, 2023
Dieta vegetariana ajuda a diminuir o colesterol, aponta estudo

No Brasil, 14% da população se declara vegetariana, segundo o IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística). O estilo alimentar que vem ganhando cada vez mais espaço no prato dos brasileiros também pode reduzir o colesterol, o peso e até o nível de glicose no sangue, segundo dados de um novo estudo publicado na revista científica Jama Network Open. A seguir, saiba mais sobre como a dieta vegetariana ajuda a diminuir o colesterol. 

Veja também: Ranking: As melhores dietas para seguir

Dieta vegetariana diminui o colesterol: Detalhes da pesquisa

Com o objetivo de analisar os efeitos do veganismo em pessoas com doenças (ou fatores de risco) cardiovasculares e diabetes, os pesquisadores da Universidade de Sydney, na Austrália, identificaram benefícios de uma dieta sem carne, peixe e frango através da análise de 29 estudos que foram realizados em 22 anos. 

A análise comprovou que a alimentação com a dieta vegetariana foi capaz de reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL). As vantagens foram observadas até mesmo em pacientes que não se exercitavam ou praticavam dietas extremamente controladas. 

Além disso, os cientistas também constataram resultados positivos, sendo que os pacientes que tinham risco de doenças cardiovasculares obtiveram a maior redução de peso. Já aqueles que tinham diabetes, ficaram em segundo lugar. 

Ressalvas

Apesar dos efeitos positivos da dieta vegetariana, os pesquisadores alertam que devido a multiplicidade de dietas do tipo, algumas não são saudáveis, inclusive podem ser altamente calóricas se contarem com excesso de sódio, açúcar, óleo hidrogenado, carboidratos e frituras.

Dieta vegetariana e colesterol

Como o próprio nome diz, a dieta é baseada em alimentos de origem vegetal, como frutas, vegetais, leguminosas (feijões, lentilha, grão-de-bico e soja), sementes (girassol, gergelim, linhaça) e oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas), tofu, quinoa e spirulina (encontrada em cápsulas). 

Mas se engana quem pensa que só existe um tipo de dieta vegetariana. Pelo contrário, a alimentação mais comum é a ovo-lacto-vegetariana, que contempla a adição de leite e ovos. Inclusive, essa dieta foi a responsável por apresentar mais benefícios no estudo. 

Principais cuidados ao adotar a dieta 

Embora a dieta tenha baixa densidade calórica e favoreça a perda de peso, a restrição de alguns alimentos pode prejudicar o nosso organismo. Ou seja, quando alimentos de origem animal não estão no cardápio, nutrientes como vitamina b12, ferro, cálcio e zinco podem ficar em déficit.

Por esse motivo, pessoas que aderem a dieta precisam de acompanhamento médico e/ou nutricional. Dessa forma, é possível evitar carências nutricionais e aproveitar o poder dos alimentos diversificados para compensar a restrição de alimentos de origem animal. Inclusive, se necessário, incluindo suplementos na rotina.

Você precisa de uma consulta com a nutri, sabia?

O acompanhamento profissional é fundamental para conseguir mudar os hábitos e ter uma alimentação diversa e completa para o que a sua saúde precisa. Agende agora uma consulta online com uma nutricionista da Vitat e tenha orientações e dicas para as suas necessidades. Agendar!

Referências: Jama Network Open.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Dia dos Pais fondue saudável
Alimentação Bem-estar Receitas

Fondue saudável: confira algumas substituições mais equilibradas!

Quando as temperaturas caem, uma noite de fondue é uma excelente pedida

chocolate quente fit
Alimentação Bem-estar

Chocolate quente fit é opção saudável para festa junina. Veja receitas!

Nessa época, algumas comidas ganham protagonismo, como caldos, bebidinhas quentes e doces típicos. Veja como fazer um chocolate quente fit!

Por quanto tempo devo tomar ômega
Alimentação Bem-estar

Por quanto tempo devo tomar Ômega 3?

Muitas pessoas se perguntam: Por quanto tempo devo tomar ômega 3? Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado