Dieta Body Reset promete remodelar o corpo em 15 dias

Alimentação Bem-estar
11 de Outubro, 2019
Dieta Body Reset promete remodelar o corpo em 15 dias

Redefinir o corpo, perder peso e limpar o organismo são promessas da dieta Body Reset, criada em 2013, pelo canadense Harley Pasternak. O especialista é um instrutor fitness famoso entre as celebridades, que tem como clientes Gwyneth Paltrow, Jessica Simpson, Halle Berry, Lady Gaga e o cantor Bono, do U2. Seguida à risca, a dieta dá resultados em apenas 15 dias, segundo seu criador. 

A base da dieta Body Reset, ou, em português, algo como “Dieta do Corpo Redefinido”, fica por conta dos smoothies, ou vitaminas, feitos com ingredientes batidos no liquidificador. Dessa forma, o programa torna-se simples de seguir e conveniente, já que basta colocar todos os ingredientes no aparelho, bater e a refeição está pronta. 

Pasternak garante que, apesar das diferenças entre os ingredientes, todos os smoothies possuem valores calóricos similares, assim como a quantidade de fibras, proteínas e gorduras boas. Ele acrescenta, ainda, que a dieta é voltada para pessoas que já tentaram de tudo para perder peso, incluindo dietas radicais e exageros nas academias, sem resultados. Para seguir o plano alimentar, é interessante ter o livro escrito por Pasternak, que traz indicações aprofundadas e as receitas das vitaminas.

Como funciona a dieta Body Reset

Assim como outras dietas líquidas, a Body Reset também é dividida em três fases de cinco dias cada:

Primeira etapa

Os smoothies são a base da alimentação. No total, são consumidos três por dia, divididos por cores. Para o café da manhã, é recomendado o branco. Feito com leite ou iogurte, além de frutas, como banana, pera, maçã, pêssego, amêndoas e especiarias, que são uma boa fonte de proteína. Para quem não gosta ou não pode ingerir lácteos, são sugeridas substituições: tofu ou leites vegetais. 

Na hora do almoço, é a vez da bebida vermelha, feita à base de frutas (berries), laranja, além de proteína em pó e semente de linhaça, entre outros ingredientes. O objetivo é garantir uma dose de energia para as atividades do dia. 

Por fim, os smoothies verdes são indicados para o jantar. Eles são feitos com vegetais (como espinafre, couve, alface), mas também entram a pera, uvas, iogurte, avocado e limão. Eles mantêm a saciedade durante a noite. No livro, Pasternak oferece seis receitas de cada cor, além de dar dicas de substituição de ingredientes. 

Além das três bebidas, também são permitidos dois lanches intermediários por dia, como frutas ricas em fibras e com a casca – como maçãs, peras ou pêssegos — ou vegetais, de até 180 calorias. Eles garantem a saciedade até a próxima refeição. 

Segunda etapa

É quando uma das vitaminas de cada dia deve ser substituída por uma refeição leve com alimentos sólidos, como saladas ou lanche natural. 

Terceira etapa

Aqui, deve-se consumir apenas uma vitamina por dia e duas refeições sólidas. Ela também dura o mesmo tempo das outras duas fases. 

Leia também: Como a poluição afeta a saúde do cabelo

Exercícios

Embora Pasternak não exija que o adepto vá à academia, ele recomenda que se caminhe no mínimo 10 mil passos por dia a partir da primeira fase. Esse também é o número de passos recomendado pela Associação Americana do Coração (American Heart Association) para quem deseja diminuir a chance de doenças cardiovasculares. Na segunda fase, além da caminhada, o autor também recomenda cinco minutos de exercícios de resistência, como flexões simples e afundo do tríceps, três vezes por semana. A frequência deve ser aumentada para cinco vezes por semana na terceira fase, além da caminhada. 

A ideia por trás do programa é a de que, ao se alimentar por 15 dias com vitaminas de baixa caloria e feitas à partir de ingredientes naturais, o corpo seja treinado para usar a energia de maneira mais eficiente, queimando calorias mais rápido.

As refeições líquidas contêm porções adequadas de todos os nutrientes, incluindo carboidratos, proteínas e fibra. Esses três elementos são chamados por Pasternak de “a Trindade Sagrada do metabolismo”, e constituem a base da dieta. Para ele, ao  combiná-los em porções pequenas ao longo do dia, mais os exercícios, a dieta será capaz de remodelar o metabolismo de uma maneira que a perda de peso será mantida mesmo depois de terminado o programa. 

O que comer

A base da dieta são alimentos de baixa calorias, embora também entrem sementes, grãos e avocado, ricos em gorduras boas. Também inclui proteínas magras, caso do iogurte e do leite, e carboidratos ricos em fibras, como maçã, pera, frutas vermelhas (berries), kiwi e laranja. Nas duas últimas fases, quando entram refeições sólidas, podem ser consumidas carnes brancas, vermelhas magras e peixe. Clara de ovo também é um ingrediente que aparece em muitas das receitas dos smoothies. Pipoca de baixa caloria e biscoitos integrais podem ser ingeridos como lanchinhos. 

Alimentos proibidos

  • Frutas pobres em fibras
  • Doces 
  • Frituras
  • Salgadinhos
  • Comidas gordurosas
  • Comida de restaurante
  • Refrigerante, suco e outras bebidas adoçadas
  • Grãos refinados

Vantagens 

Trata-se de um programa curto, de apenas 15 dias, e que dá resultados rápidos. A parte dos exercícios também é bem realista e leva em conta que a maioria das pessoas não tem muito tempo para ir à academia. Também ajuda a criar o hábito de comer mais frutas e vegetais, que são a base da Body Reset. Os smoothies são fáceis de fazer — uma vez que se tenha todos os ingredientes em casa, basta batê-los no liquidificador. 

Desvantagens 

Se alimentar por 15 dias com smoothies pode acabar desmotivando, especialmente na primeira semana. Além disso, é uma dieta difícil de fazer se você trabalha fora e não tem acesso a um liquidificador nos horários das principais refeições. Outro ponto bastante debatido é sobre a permanência dos resultados: embora eles sejam rápidos e visíveis, podem não durar muito tempo depois do término do programa, uma vez que a alimentação normal será reintroduzida. 

Além disso, é preciso reservar um tempo para preparar as vitaminas. Inclusive, lavar o liquidificador depois de cada uso. Outro ponto é que as bebidas podem não ser muito saborosas e agradáveis para todos. 

Por fim, dietas restritivas como essa não são indicadas a médio e longo prazo por conta da insuficiência de nutrientes e falta de variedade de alimentos que o organismo necessita.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Dia dos Pais fondue saudável
Alimentação Bem-estar Receitas

Fondue saudável: confira algumas substituições mais equilibradas!

Quando as temperaturas caem, uma noite de fondue é uma excelente pedida

chocolate quente fit
Alimentação Bem-estar

Chocolate quente fit é opção saudável para festa junina. Veja receitas!

Nessa época, algumas comidas ganham protagonismo, como caldos, bebidinhas quentes e doces típicos. Veja como fazer um chocolate quente fit!

Por quanto tempo devo tomar ômega
Alimentação Bem-estar

Por quanto tempo devo tomar Ômega 3?

Muitas pessoas se perguntam: Por quanto tempo devo tomar ômega 3? Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado