Dia Mundial do Rim: importância do exame de creatinina

Saúde
10 de Março, 2023
Dia Mundial do Rim: importância do exame de creatinina

Nesta quinta-feira (9), foi comemorado o Dia Mundial do Rim, uma campanha mundial criada pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) com o objetivo de informar a população sobre a importância dos cuidados com a saúde renal. 

Estima-se que mais de 20 milhões de brasileiros têm algum tipo de doença renal crônica e apenas uma pequena parcela destes sabe. Por isso, a SBN ressalta a importância do exame de creatinina para todos.

Exame de creatinina 

A creatinina é uma substância presente no sangue que funciona como um marcador para avaliar o funcionamento dos rins. Dessa forma, o exame é feito a partir de uma amostra simples de sangue e tem como objetivo verificar o nível de creatinina. Assim, se ele estiver alto, há indícios de problemas renais. 

“Este exame é uma alternativa simples e viável para conseguirmos detectar a doença precocemente e dessa forma aumentar as chances de tratamento adequado para retardar a progressão para estágios mais avançados”, explica o Dr. José Moura Neto, nefrologista e Presidente da SBN.

Dia Mundial do Rim: diálise

O “estágio mais avançado” ao qual Moura Neto se refere é a dependência de terapia renal substitutiva, que é feita por meio de hemodiálise ou transplante. 

De acordo com o especialista, a diálise é um tratamento para pacientes com doença renal crônica em seu estágio mais grave, em que já existe falência dos rins. “A diálise é conhecida como uma terapia para substituir a função renal. Nela, algumas substâncias que se encontram em excesso no sangue ou que são tóxicas para nosso organismos são filtradas. Além disso, a diálise também faz a retirada do excesso de líquido do corpo”, explica.

No Brasil, os tipos de diálise mais comuns são: a hemodiálise e a diálise peritoneal.

Dia Mundial do Rim: doença renal crônica

A Doença Renal Crônica (DRC) é uma condição que atinge uma em cada 10 pessoas no mundo. E por geralmente ser assintomática e evoluir silenciosamente, o diagnóstico precoce é essencial para evitar as complicações, uma vez que elas afetam a qualidade de vida do paciente.

Leia também: Pedra nos rins: afinal, o que é e como tratar?

Sintomas

Os sintomas mais comuns da doença renal crônica são: 

  • Enjoo;
  • Vômitos;
  • Emagrecimento;
  • Inchaço;
  • Falta de ar;
  • Perda de apetite;
  • Indisposição;
  • Anemia. 

“Entretanto, podem existir situações mais graves como sangramento e confusão mental. Esses sinais e sintomas só costumam aparecer nos estágios mais avançados da doença, dificultando o diagnóstico precoce”, ressalta Dr. José.

Causas

De acordo com o nefrologista, as causas mais comuns da doença renal crônica são hipertensão arterial e diabetes. Além disso, outros fatores contribuem, como:

  • Obesidade;
  • Infecção urinária de repetição;
  • Cálculo renal;
  • Uso de medicamentos ou substâncias tóxicas para os rins;
  • Doenças cardiovasculares (como infarto).

Tratamento

Apesar de a doença renal crônica não ter cura, tem tratamento! O Dr. José Neto enfatiza que o principal objetivo do tratamento da doença renal crônica é estabilizar a função renal. 

Não existe um único medicamento capaz de fazer isto. Por isso, o tratamento baseia-se em um conjunto de medidas que, quando implementadas, conseguem retardar a progressão das lesões renais. Como por exemplo, ter uma dieta equilibrada, prraticar atividade física, controlar o peso, o diabetes, e a pressão arterial.

Fonte: Dr. José Moura Neto, nefrologista e Presidente da SBN.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança