Dependência tecnológica eleva o número de pessoas sedentárias e solitárias

Bem-estar Equilíbrio
29 de Março, 2023
Dependência tecnológica eleva o número de pessoas sedentárias e solitárias

Acessar a internet e redes sociais diariamente já está na nossa rotina há algum tempo. As pessoas utilizam os aplicativos para troca de mensagens de texto, de voz, imagens e vídeos, entre outros. No entanto, o crescimento desenfreado do acesso à internet pode causar dependência tecnológica, e, como consequência, o aumento de pessoas sedentárias e solitárias.

De acordo com Cristiane Duez V. Santos, psicóloga, a terapia tem sido procurada para tratar condições relacionadas a esse tema, como a dependência dos grandes centros, isto é, locais onde há conexão da internet, celular e vídeogame, por exemplo.

“Além da dependência notória da conexão, podemos falar também sobre a dependência emocional de estar conectado, de saber o que está acontecendo com as pessoas próximas ou consideradas próximas, Hoje, os influenciadores atualizam seus status minuto a minuto, causando a sensação de estarmos juntos em uma compra no mercado da esquina, uma balada ou até mesmo na troca de fraldas de seu filho. Este movimento, faz com que permaneçamos online, tempo suficiente para acreditarmos que aquilo que é mostrado como cotidiano, é real e verdadeiro”, afirma a psicóloga.

Leia mais: Afinal, o que está por trás do surgimento dos vícios?

Sintomas

Os sintomas da dependência tecnológica são:

  • Baixa autoestima;
  • Necessidade de aumentar o tempo conectado, isto é, online;
  • Irritabilidade
  • Depressão
  • Prejuízos no trabalho e nas relações interpessoais.

A dependência tecnológica pode se tornar uma doença?

Sim, de acordo com a especialista. Isso ocorre quando o paciente ultrapassa o limite da realidade e da fantasia. “A tecnologia faz parte da nossa rotina. Não dá para dizer que ficar horas na internet é uma doença que precisa de tratamento, porém, chama atenção, quando a pessoa deixa de ter vida social para ficar no celular (redes sociais). Neste caso, seria importante avaliação médica”, explica.

Quais os malefícios da dependência tecnológica?

Primeiramente, aponta a psicóloga, é a falta de convívio físico com outras pessoas pessoalmente, o que pode prejudicar o desenvolvimento social, intelectual e emocional. Além disso, os dependentes da tecnologia não conseguem controlar seu envolvimento e seu uso com a vida real e social. Como consequência, pode provocar, além do isolamento, desconforto emocional, ansiedade, agitação, irritabilidade, depressão, perturbação e TOC, por exemplo. Tudo isso por conta de comparações entre a fantasia da vida idealizada e a fantasia da vida mostrada.

Quais os gatilhos que podem provocar uma dependência tecnológica?

Por fim, Cristiane explica que todo excesso é falta de algo e busca preencher um vazio existente. Dessa forma, com a tecnologia não é diferente: o excesso de conexão pode ser considerado uma busca por uma vida idealizada como o “viveram felizes para sempre”.

“Estamos em uma era que basta aparentarmos sermos alegres, felizes, termos roupas e carros, que todos acreditam que somos felizes. O gatilho que considero mais importante são os likes. Isto é, a opinião do outro expressa quando o que fazemos e vivemos traz felicidade. Nestes casos, a opinião do outro importa sim, e muito. E é capaz de fazer a pessoa adoecer por acreditar que todos vivem bem e ela não”, alerta a especialista.

Fonte: Cristiane Duez V. Santos, psicóloga do NAPP (Núcleo de Apoio Psicológico e Psicopedagógico) da Faculdade Santa Marcelina.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!