Cúrcuma pode ser usada para tratamento de indigestão, aponta estudo

Alimentação Bem-estar Saúde
14 de Setembro, 2023
Cúrcuma pode ser usada para tratamento de indigestão, aponta estudo

Largamente utilizada na cozinha, a cúrcuma (ou açafrão da terra) vai bem no preparo de carnes, molhos, cozidos em geral e até chás. Mas além de ser usada para conferir gosto aos alimentos, a cúrcuma também pode ser usada para o tratamento de indigestão. A descoberta recente dos pesquisadores da Universidade Chulalongkorn, em Bangkok, foi publicada na revista científica British Medical Journal – BMJ. Saiba mais a seguir!

Leia também: Açafrão-da-terra (cúrcuma): para que serve, benefícios e como usar a especiaria

Cúrcuma pode ser usada para tratamento de indigestão: Como foi feito o estudo?

O principal ativo da cúrcuma é a curcumina, que vem sendo estudada e utilizada por muitas pessoas por conta de seus possíveis benefícios medicinais. Um dos benefícios explorados pelos pesquisadores de Bangkok foi a ação contra a indigestão alimentar. Ela é provocada mais comumente pela rápida ingestão de alimentos e bebidas, intolerância alimentar ou até mesmo pode indicar sintomas de doenças. 

Assim, para avaliar os resultados da cúrcuma no organismo, os pesquisadores reuniram 151 pessoas com a mesma média de idade, cerca de 50 anos. Ao longo de 28 dias, os participantes foram submetidos a abordagens diferentes de tratamento contra a indigestão.

Um grupo utilizou apenas a cúrcuma, outro grupo utilizou omeprazol e, por fim, outro grupo recebeu uma combinação do condimento e do medicamento. Por fim, durante o experimento, os participantes relataram os sintomas via questionário. 

Cúrcuma vs. Omeprazol: Resultados

Após os 28 dias de tratamento, os voluntários de todos os grupos apresentaram melhoras significativas dos sintomas de indigestão independente do método utilizado. Ou seja, tanto a cúrcuma quanto o omeprazol tiveram a mesma ação no organismo quanto a indigestão e puderam aliviar os sintomas quando utilizados como tratamento. 

“A curcumina e o omeprazol tiveram eficácia comparável para dispepsia. Não houve diferenças significativas entre os três grupos (de participantes) e não ocorreram eventos adversos graves”, concluíram os pesquisadores.

Como incluir a cúrcuma na alimentação?

Embora tenha um sabor característico e um pouco amargo, a cúrcuma pode fazer parte da rotina alimentar facilmente. Veja a seguir sugestões de como consumir o condimento: 

  • Chá de cúrcuma 
  • Shot de cúrcuma e limão 
  • Molhos
  • Tempero para carnes, peixes e frango
  • Legumes cozidos
  • Sucos 
  • Sopas e caldos 

Quanto à quantidade, não há uma indicação específica para o uso do açafrão ou uma quantidade exata de consumo. Especialmente no caso de pessoas saudáveis, sem problemas de saúde ou alergias. Por fim, a cúrcuma pode ser incorporada diariamente na alimentação, em pratos como arroz e frango, por exemplo.

Referência: Revista Científica British Medical Journal – BMJ.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte