Criança pode tomar creatina? Há algum benefício?

Alimentação Bem-estar Gravidez e maternidade Saúde
07 de Março, 2024
Criança pode tomar creatina? Há algum benefício?

A creatina ficou bastante conhecida como um suplemento que aumenta a nossa energia durante atividades físicas de alta intensidade. Por isso, é cada vez mais comum vermos pessoas fazendo uso desse nutriente, incluindo certos idosos. Mas e para o público infantil: criança pode tomar creatina?

Vale lembrar que a substância já é naturalmente produzida pelo corpo e encontrada em alimentos como carne vermelha e peixe. Ela pode ajudar no aumento da resistência em exercícios de força e explosivos, retardando a fadiga muscular e melhorando o desempenho nos treinos.

Leia também: A partir de que idade a criança pode tomar café?

Afinal, criança pode tomar creatina?

Para adultos, a suplementação de creatina já mostrou ser segura e eficaz quando feita de maneira adequada. Por outro lado, a utilização por crianças não tem ampla recomendação da comunidade médica e esportiva.

“O uso de suplementos de creatina por crianças é um assunto que gera muita discussão, e os artigos científicos disponíveis ainda não são unânimes nas opiniões”, explica a médica pediatra Dra Tatiana Cicerelli Marchini.

A especialista afirma que até existem publicações e pesquisas falando sobre as consequências, a longo prazo, da suplementação do nutriente pelos pequenos. Contudo, não há consenso estabelecido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

“Embora estudos em adultos tenham demonstrado que a creatina é geralmente segura quando usada conforme as instruções, os efeitos a longo prazo em crianças ainda não são bem compreendidos”, ela diz.

Outra preocupação é com relação às potenciais reações adversas, como cólica, náuseas, diarreia e desidratação. “Apesar de leves e temporárias, podem ser mais problemáticas nos pequenos.”

Leia também: 6 sinais de que o seu bebê está com calor

Alternativas

A nutricionista materno infantil Sarina Giongo Antoniassi, do Eco Medical Center, conta que nunca indicou o uso do suplemento para seus pacientes crianças ou adolescentes – e também não conhece nenhum profissional que tenha experiência com essa prática clínica.

“Quando a gente fala na creatina, a gente fala em ter mais energia, resistência e força. Se eu tenho uma criança com algum desses problemas, eu avalio toda a alimentação dela, se ela faz atividades físicas, quais são os horários das suas refeições, se ela descansa e estuda adequadamente”, explica.

Assim, a nutri consegue identificar quais mudanças no estilo de vida do pequeno podem solucionar a questão sem necessidade de suplementação. Ademais, a especialista destaca que muitas das embalagens de creatina informam no próprio rótulo que o produto não é indicado para crianças, lactantes e gestantes.

“É sempre mais recomendável que as crianças obtenham creatina por meio de uma dieta equilibrada e variada. Além disso, é importante incentivar o envolvimento em atividades físicas adequadas à idade”, complementa a pediatra. O exercício regular na infância promove o desenvolvimento físico saudável, melhora a saúde cardiovascular, fortalece ossos e músculos e estimula o peso saudável.

Fontes: Dra Tatiana Cicerelli Marchini, médica pediatra e neonatologista; e Sarina Giongo Antoniassi, nutricionista materno infantil do Eco Medical Center, em Curitiba.

Sobre o autor

Amanda Panteri
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em alimentação saudável.

Leia também:

foto de um prato colorido com legumes, salada e grãos
Alimentação Bem-estar Receitas

Encontrar receitas vegetarianas é difícil para você? Veja 20 opções!

Aqui na Vitat, você consegue encontrar inúmeras opções de receitas vegetarianas para variar o seu cardápio. Separamos algumas, confira!

5 benefícios da banana
Alimentação Bem-estar

5 benefícios da banana para os atletas

Liberação gradual de energia e recuperação muscular são alguns dos benefícios. Veja outros!

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade