Criança pode se sentar em “W”? Entenda a polêmica da posição

Gravidez e maternidade Saúde
03 de Outubro, 2022
Criança pode se sentar em “W”? Entenda a polêmica da posição

No decorrer do desenvolvimento motor infantil, não é incomum que os pais questionem: “a criança pode sentar-se em ‘W’”? E a resposta mais objetiva é sim. Isso porque essa forma de se posicionar tende a ser confortável para os menores, como explica Miguel Akkari, ortopedista pediátrico, presidente do Departamento de Ortopedia da SPSP.

“Geralmente, as crianças nascem com o que chamamos de anteversão femoral, ou seja, o fêmur tem uma rotação anterior. Logo, isso faz com que tenham uma maior rotação interna do quadril, fazendo com a posição seja mais confortáveis para elas”, esclarece o especialista.

Ele ainda detalha que essa anteversão femoral pode chegar a 60º para os recém-nascidos. No entanto, conforme o tempo vai passando, esse número cai para 20º para os adultos. Vale lembrar que esses valores podem ser diferentes de acordo com o biotipo do indivíduo.

Leia mais: Refluxo oculto: veja os sintomas que seu bebê pode apresentar

Criança pode se sentar em ‘W’, mas os pais devem estimular a posição?

Ainda que a posição seja mais confortável para os pequenos, o especialista enfatiza que os pais não devem ficar a estimulando. “Porque quanto mais você fica rodando internamente, força-se um posicionamento que não é muito fisiológico”, completa Dr. Miguel.

Dessa forma, quando a criança tem um discernimento, os pais devem orientá-la para que não se acomode dessa maneira. Para ajudá-la, os responsáveis podem colocar um banquinho baixo para que ela não venha a deixar as pernas em “W”.

“É uma forma de sentar que faz parte da evolução natural, costuma corrigir na maioria dos casos e não tende a trazer problemas preocupantes. Além disso, uma porcentagem muito pequena mantém uma anteversão na fase de adulta que chame atenção”, detalha o ortopedista pediátrico.

Dr. Miguel esclarece que equipamentos ortopédicos não costumam facilitar essa correção natural citada anteriormente. Todavia, o que pode ajudar é atividade esportiva que trabalha rotadores externos, como ballet. Para saber se essa intervenção é necessária para o seu filho, não deixe de consultar o pediatra.

Fonte:

  • Dr. Miguel Akkari, ortopedista pediátrico, presidente do Departamento de Ortopedia da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Leia também:

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas

bebê pode comer camarão
Alimentação Bem-estar Gravidez e maternidade

Bebê pode comer camarão? Pediatra explica

Crianças podem ser introduzidos a frutos do mar a partir dos 6 meses de idade, segundo a SBP