O que é melhor: Correr na esteira ou ao ar livre?

24 de outubro, 2019

Correr na esteira ou ao ar livre são duas versões da mesma modalidade dividem opiniões. Em um lado, você tem um computador altamente avançado, projetado e otimizado para oferecer uma experiência de exercício exclusiva. No outro, você tem o ar livre, trazido pela própria Mãe Natureza.

Quando se trata de escolher o melhor local para a corrida, a verdade é que não existe uma resposta única. 

Há uma grande variedade de razões pelas quais correr na esteira ou ao ar livre pode ser melhor para uma determinada pessoa ou uma certa ocasião.

Correr ao ar livre

Dar um passeio é uma das formas mais simples, baratas e não intimidadoras de exercício. 

Se você correr em terrenos variados – de subidas com grama macia ao concreto duro – desafiará o corpo de maneiras diferentes, melhorando a força e equilíbrio e reduzindo o risco de lesões. Essas mudanças de estímulo também mantêm o cérebro mais ativo.

Com a maior parte do trabalho e vidas pessoais ficam focadas em ambientes fechados, o ar fresco e o espaço verde oferecem benefícios mentais significativos. 

Em um estudo publicado em junho de 2015 na revista Landscape and Urban Planning, uma caminhada pela natureza de 50 minutos diminuiu a ansiedade, melhorou o humor e o desempenho dos participantes nos testes de memória. Em outra pesquisa, publicada em julho de 2015 na Proceedings da Academia Nacional de Ciências, foi demonstrado que o tempo em ambientes fechados reduzia a tendência das pessoas de refletir e relaxar. 

E quem corre pela área em que mora ou trabalha tem a oportunidade de aprofundar os laços com a comunidade. Isso afasta a solidão, que – de acordo com uma revisão de pesquisa publicada em novembro de 2017 na revista Public Health – está ligada a condições de saúde mental, problemas cardiovasculares e talvez até uma morte precoce.

Obviamente, caminhar ao ar livre não funciona para todos. Dependendo de onde mora, as condições climáticas podem ser menos propícias.

Leia também: Treino em casa: Acessórios que não podem faltar

Correr na esteira

Uma esteira em casa, academia ou prédio pode ser a melhor opção para se manter em movimento de forma prática. 

Assim, ter uma esteira em um local conveniente permite que a corrida acontece em qualquer momento, e até mesmo várias vezes ao dia. 

Dado o número de pessoas que citam a falta de tempo como uma barreira ao exercício, as esteiras tornam a atividade física muito mais viável.

O display digital também pode ser altamente motivador. É possível ver a velocidade, distância e o batimento cardíaco – coisas que você normalmente não pode ver lá fora.

Além disso, a tecnologia avançou tanto que, em alguns casos, é mais difícil distinguir entre ambientes internos e externos. É possível, literalmente, colocar a esteira para andar pelas ruas de Roma virtualmente com outras pessoas. 

E você pode fazer isso sem se sentir constrangido com o seu ritmo, roupas ou corpo.

Outra vantagem? Para quem mora em locais planos, a esteira fornece inclinações. Caminhar em subidas é especialmente bom para fortalecer tornozelos e panturrilhas, sem mencionar tendões e glúteos.

Dito isso, ela tem algumas desvantagens. O aparelho nem sempre suporta a mecânica natural da marcha porque a esteira se move e não recua com a mesma força que o chão quando você está andando em uma superfície mais estável.

Problemas com o alinhamento do joelho, pés chatos, distúrbios do assoalho pélvico ou dor lombar às vezes são exacerbados por esteiras, devido à maneira como elas se movem.

Finalmente, as esteiras têm um custo, seja para ter uma em casa ou o valor da mensalidade da academia. 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.