Dicas para melhorar a concentração

24 de setembro, 2019

Seja honesto: você está realmente mantendo a concentração na leitura deste artigo ou sua mente acaba passeando por outros assuntos? 

Segundo Ana Rita Naves, professora do curso de psicologia do Centro Universitário IESB, estar concentrado significa manter a atenção, de forma voluntária, naquilo que se está fazendo. Mas, com tantas distrações ao seu redor, manter o foco naquilo que precisa ser feito pode ser um verdadeiro desafio.  

“Podemos nos concentrar na execução de atividades, na interação com pessoas, em um filme, no trabalho. Isso tende a ser mais fácil quando fazemos algo que desperta nosso interesse”, diz a psicóloga. 

Ao se concentrar, você se torna mais produtivo, consegue finalizar projetos e planos, otimiza seu tempo e conquista melhores resultados, seja no trabalho, nos estudos ou até mesmo executando um serviço doméstico. Porém, ao contrário da capacidade de observação de diferentes objetos, cenários ou situações, que é uma característica inata ao ser humano, a habilidade de manter sua mente dedicada a uma coisa precisa ser desenvolvida ao longo da vida.

Ana Rita explica que o fato dessa característica depender de um processo de aprendizagem faz com que o poder de concentração de cada pessoa seja diferente. “Uma pessoa pode ter mais facilidade para ficar concentrado por mais tempo do que outra em função da sua história de vida.”

Leia também: Dicas simples para manter o cérebro saudável e feliz

Um mundo de distrações

Para melhorar a concentração em uma tarefa ou atividade, é preciso dedicar sua atenção integralmente. Porém, é muito comum que a mente se distraia e comece a pensar ou interagir com outros objetos ou situações. Isso acontece especialmente quando há, de um lado, um objetivo que não é tão prazeroso ou que demanda muito esforço e, do outro, algo que parece mais atrativo ou divertido. 

“Por exemplo, é mais fácil focar em um programa de televisão, que tem mais estímulos sendo apresentados (imagens, sons, informações), do que em um texto literário, que possui recursos menos atraentes”, compara Ana Rita.

Atualmente, a tecnologia acaba sendo um grande inimigo da concentração. Há uma infinidade de aplicativos extremamente interessantes e que requerem pouco esforço cognitivo que atrapalham a concentração das pessoas em outras ações. 

Leia também: Como superar a preguiça e ser mais produtivo

“As pessoas têm passado cada vez mais tempo diante de aparelhos tecnológicos. Eles concorrem com outras atividades, dificultando o desenvolvimento da concentração. Por isso, é importante que todos os objetos que podem te distrair sejam retirados do ambiente ou silenciados, tais como celular, revistas ou outros objetos. Pode ajudar também se a pessoa realizar a tarefa em um local em que não haja presença de outras pessoas e barulho.

Dicas para turbinar a concentração 

  • Precisa se concentrar para estudar ou trabalhar? Então organize o espaço ao seu redor. Quando as coisas estão em ordem, sua mente pode relaxar e focar no que precisa ser feito. 
  • Aposte nos exercícios físicos. Além de melhorar sua qualidade de vida e trazer mais saúde ao seu corpo, as atividades aeróbicas estimulam áreas do cérebro ligadas à memória e à concentração. 
  • Invista em uma alimentação balanceada. Alimentos como café, peixes, sálvia e feijão contêm nutrientes que dão uma forcinha extra na concentração.
  • Aprenda a fazer listas. Elas te ajudam na organização e a visualizar melhor suas tarefas ao longo do dia. Para isso, você pode usar uma agenda, post-its ou ainda aplicativos no celular.
  • Estabeleça suas prioridades. Assim, ficará mais fácil entender a ordem em que precisa realizar suas atividades.
  • Traçar metas também é uma ótima maneira de manter-se concentrado. Sabendo os resultados que precisa alcançar, você pode determinar um plano de ação e um prazo para cumpri-lo.
  • Fuja das distrações, especialmente as armadilhas tecnológicas, como as redes sociais. Silencie as notificações do celular e defina um horário específico para acessar a internet.
  • Estimule seu cérebro por meio de jogos mentais, como sudoku e palavras cruzadas.
  • Não se esqueça de fazer pequenas pausas ao longo do dia. Você não é uma máquina e precisa ter períodos de descanso para que possa voltar a se concentrar em uma atividade. A técnica Pomodoro é muito utilizada para isso: a cada 25 minutos de trabalho, descanse por 5 minutos. Use um cronômetro para ajudar. 

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.