Equipe de Bruna Griphão faz alerta sobre compulsão alimentar no BBB

Alimentação Bem-estar
04 de Abril, 2023
Equipe de Bruna Griphão faz alerta sobre compulsão alimentar no BBB

A equipe de Bruna Griphao se pronunciou nesta segunda-feira (03/4), sobre a compulsão alimentar que a atriz vive nos últimos três meses, dentro do confinamento do BBB 23. Em um vídeo publicado no Instagram de Bruna, foram destacados os motivos que levaram ao quadro de compulsão com cenas em que a atriz parece insegura com o seu próprio corpo e comete excessos em sua alimentação. 

Assim, de acordo com a equipe da atriz, o transtorno alimentar se deve ao estresse vivido durante o programa, que conta com uma agenda agitada de provas, dinâmicas e festas.

“Buscamos um especialista pra falar sobre um tema que pra todos é tão novo e delicado. “A compulsão alimentar na maioria das vezes pode estar atrelada ao excesso de cuidado com a forma física e à dietas muito restritivas para se alcançar o tão sonhado tanquinho e corpo sarado.

No caso da Bruna, por estar em constante estresse psicológico e ansiedade, a compulsão alimentar veio à tona, e isso, possivelmente, pode ter causa relacionada à dietas muito restritivas. O #TeamGriphao reconhece a importância de discutir assuntos como este, por mais delicados que sejam, e se compromete a promover debates através das redes da Bruna a fim de incentivar a busca por tratamento e acompanhamento de todo e qualquer tipo de distúrbio alimentar”.

Em outra situação, a atriz revelou a outra participante, Aline Wirley, que já teve bulimia.”Eu cheguei a ter bulimia, então tive mesmo que procurar uma terapia. Estava fazendo um tratamento medicamentoso para ansiedade antes de entrar aqui”, desabafou a atriz.

Veja também: Sasha revelou bulimia na adolescência; o que é o transtorno alimentar?

Compulsão alimentar no BBB: entenda o transtorno

A compulsão é um transtorno alimentar que se caracteriza pela falta de controle na ingestão dos alimentos — o famoso caso em que a pessoa come por vontade de comer e não necessariamente por fome, e muitas vezes o que come são excessos de alimentos gordurosos ou cheios de açúcar. Dessa forma, uma pessoa com esse transtorno pode ganhar peso e, se não tratar a condição, pode desenvolver doenças mais sérias como diabetes e obesidade.

Além disso, outro hábito que faz parte da compulsão alimentar é comer escondido, algo que Bruna Griphao já fez algumas vezes dentro do programa. Assim, isso pode acontecer mesmo quando há ausência de fome, ou por comer excessivamente com sentimento de culpa após a alimentação. Portanto, os quadros compulsivos estão relacionados à repercussão emocional, e a comida é a “válvula de escape”. 

Assim, geralmente, os episódios são recorrentes e apresentam os seguintes sintomas:

  • Comer rapidamente;
  • Ingerir alimentos até ficar desconfortavelmente cheio;
  • Comer sem sentir fome;
  • Esconder comida para episódios de voracidade;
  • Não ter paciência para aquecer a comida e acabar ingerindo alimentos gelados;
  • Almoçar e jantar sozinho para evitar constrangimento.

Por fim, quadros de compulsão alimentar não devem ser ignorados e, assim que os sintomas surgirem, é recomendado que o paciente procure ajuda médica. O tratamento envolve uma equipe multidisciplinar com psicólogo, psiquiatra e nutricionista. Além disso, em alguns casos, há a necessidade do uso de medicamentos.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!