Comprometimento cognitivo leve: O que é e sintomas

Bem-estar Equilíbrio
10 de Julho, 2023
Lívia Barbosa Alves de Souza
Revisado por
Psicóloga • CRP 01/22261
Comprometimento cognitivo leve: O que é e sintomas

Todos nós esquecemos pequenas coisas durante a vida, afinal, é normal do ser humano. A nossa memória é seletiva e guardamos apenas o que é mais importante. No entanto, quando o esquecimento é frequente pode ser um sinal do comprometimento cognitivo leve (CCL).

Muitas pessoas confundem o CCL com a demência. Mas, a principal diferença entre os dois é que quem sofre com comprometimento cognitivo leve continua mantendo sua rotina normal. Por outro lado, a demência faz o indivíduo ter dificuldades em realizar tarefas simples.

De acordo com pesquisas, a doença atinge 40% dos idosos com mais de 85 anos. Além disso, mulheres são mais propensas a desenvolvê-la do que os homens.

As causas do CCL estão relacionadas a vários fatores. Como depressão, ansiedade, efeito de medicações ou até mesmo hipotireoidismo, deficiência de vitaminas e diabetes.

Sintomas do comprometimento cognitivo leve

Para reconhecer os sintomas do comprometimento cognitivo leve, fique atento aos seguintes sinais:

  • Esquecer as coisas com mais frequência. Como compromissos, eventos importantes ou compras no mercado, por exemplo.
  • Se perder no meio de conversas.
  • Experimentar sintomas de depressão, ansiedade ou apatia.
  • Não conseguir acompanhar um filme ou ler um livro.
  • Dificuldade para se localizar com facilidade em locais conhecidos. Por exemplo, parques e shoppings.

Se você conhece alguém que esteja passando por isso, busque apoiá-lo a todo momento. É importante ir ao médico para que ele avalie o que pode estar acontecendo.

Leia também: Diferença entre psicólogo e psiquiatra: Saiba mais

Tratamento

Até os dias atuais, não há tratamento específico para o CCL, como o uso de medicamentos. Contudo, existem opções que ajudam a diminuir a falha na memória.

Dessa forma, busque treinar a memória por meio de algumas atividades. Experimente ler livros, jornais ou revistas a fim de ativar a sua mente. Ademais, você também pode optar por aprender novas habilidades, como um novo idioma ou uma receita nova na cozinha.

Você também deve optar por praticar exercícios físicos e ter uma alimentação saudável. Isso pode contribuir para a redução dos riscos de desenvolver doenças que afetam a memória.

Leia também: Simples teste de linguagem pode detectar risco de Alzheimer

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração

Chás pré e pós-treino
Alimentação Bem-estar

Chás pré e pós-treino: veja as melhores opções

O chá é a segunda bebida mais consumida mundialmente, depois da água, sendo o Brasil um dos maiores consumidores. De acordo com um balanço da Euromonitor