Como cuidar das unhas no inverno: profissional dá as dicas!

2 de agosto, 2022

Com a chegada do frio, é comum que as pessoas comecem a buscar informações sobre os cuidados de beleza específicos para os dias de temperaturas mais baixas – e isso também inclui como cuidar das unhas no inverno.

Assim como a pele e o cabelo, também é preciso adotar algumas medidas para manter as unhas saudáveis e bem tratadas durante esta temporada.

Isso porque, de acordo com a dermatologista Camila Hoffmann, de São Paulo, o principal problema causado pelo frio é o ressecamento – assim como também acontece com as mãos e pés.

Por este motivo, é necessário apostar em muita hidratação, além de alguns cuidados básicos no dia a dia. Saiba mais!

Leia também: Alimentos que ajudam a manter as unhas saudáveis

Como cuidar das unhas no inverno

De acordo com Camila, a hidratação é o principal cuidado para se ter com as unhas no inverno.

“Ela tem que ser intensificada porque temos maior contato com a água quente no frio, e ela resseca a pele”, ela explica.

Evitar o uso de sabonetes e álcool em gel em excesso também é importante neste período porque, assim como a água quente, eles também retiram a hidratação natural da pele, deixando-a ressecada.

Diante disso, a profissional sugere que as mãos sejam hidratadas ao menos três vezes ao dia – ação que também beneficia as unhas e cutículas.

Leia também: O que as unhas revelam sobre a saúde? Saiba mais

“Tanto no verão quanto no inverno, usamos hidratantes mais oleosos ou próprios para as unhas. Contudo, não é necessário ter produtos próprios para isso, já que os à base de vaselina ou manteiga de karité, por exemplo, cumprem com a função”, indica a dermatologista, orientando a aplicá-lo na hora de dormir, massageando bem as unhas.

Quanto aos pés, este é o período perfeito para potencializar seus cuidados uma vez que, normalmente, as mulheres pintam menos as unhas durante os meses de frio.

Desta forma, além de deixá-las respirar, ainda é possível aproveitar melhor os benefícios da hidratação tanto das unhas quanto das cutículas.

Leia também: Ficar um tempo sem esmalte faz bem para a saúde das unhas?

Cuidados gerais com as unhas

Camila ressalta que, independentemente da estação do ano, alguns cuidados para evitar lesões devem ser tomados:

  • Não cortar as unhas muito próximas à pele;
  • Evitar o excesso da tirada de cutícula;
  • Não usar espátulas e palitos para “cutucar” as laterais das unhas, especialmente dos pés;
  • Não passar espátulas e palitos por baixo das unhas para limpeza.

“A unha é queratina. Portanto, a partir do momento em que ela cresceu, se houver algum dano é preciso esperar que ela cresça novamente para que se renove. Isso porque é difícil salvar totalmente uma unha que foi danificada. Então, neste caso, precisamos ir hidratando até que aquela lâmina cresça novamente”, explica ela.

E alerta: “Tudo o que traumatiza a unha potencializa o seu descolamento. Isso, portanto, pode levar à contaminação por fungos ou até ao encravamento, que pode inflamar e se tornar uma fonte de contaminação de bactérias”.

Fonte: Camila Hoffmann, dermatologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, de São Paulo.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.