Colo envelhecido: Saiba as causas e como evitar

14 de julho, 2022

O processo de envelhecimento é natural para o corpo humano. No entanto, não é só a pele do rosto que pode apresentar os sinais da passagem do tempo: a região do colo, logo abaixo do pescoço, também. E, muitas vezes, só vemos a necessidade de lidar com o colo envelhecido quando ele já está em um processo de envelhecimento bastante avançado. Afinal, será que é possível revertê-lo e até evitá-lo? 

Colo envelhecido: como acontece? 

A idade é um dos principais motivos para o envelhecimento natural da pele. Mesmo se não tivéssemos nenhum tipo de interferência externa ou interna, a nossa pele envelheceria com a passagem dos anos, assim como o restante do nosso corpo. 

No entanto, o surgimento das rugas, da flacidez e até das manchas pode ser acelerado por maus hábitos de vida, que vão da exposição excessiva ao sol até a poluição do ambiente. 

Assim como o rosto, o colo é uma região que fica bastante exposta, mas, muitas vezes, esquecemos de estender a nossa rotina de cuidados e skincare à ela. Caso não seja bem protegida, podemos colaborar para o aumento de agentes antioxidantes e de radicais livres que, por consequência, vão acelerar o envelhecimento da região. 

Dentre os hábitos que agem diretamente nesse processo, estão: 

  • Má alimentação; 
  • Falta de limpeza adequada;
  • Falta de hidratação;
  • Sedentarismo;
  • Estresse;
  • Tabagismo;
  • Exposição excessiva ao sol;
  • Má postura.

Muitas vezes, o efeito desses agentes gera um envelhecimento tão acelerado da região que apenas procedimentos estéticos feitos em clínicas especializadas podem colaborar para uma melhoria – e que, ainda assim, é apenas superficial, já que o processo de envelhecimento continua. 

Como evitar o colo envelhecido? 

Agora, para o ponto principal: se reverter o envelhecimento precoce é quase impossível, como evitá-lo? Veja algumas recomendações básicas abaixo: 

1. Use hidratante

Primeiramente, escolha um bom hidratante para cuidar das áreas de maior exposição solar, como colo, pescoço, rosto e mãos – e o ideal é que ele seja usado diariamente. 

2. Beba água

Se a hidratação por fora está ok, hora de lembrar da hidratação interna. Acima de tudo, tomar a quantidade adequada de água (segundo o seu peso) é essencial para manter a pele saudável e evitar o colo envelhecido. 

3. Use protetor solar

Outro ponto muito importante: usar protetor solar diariamente, de preferência com fatores de proteção FPS 30 ou mais. Esse hábito é essencial tanto para evitar o envelhecimento precoce quanto para diminuir as chances de hiperpigmentação – ou seja, o desenvolvimento de manchas. 

4. Invista em uma alimentação antioxidante

Uma alimentação saudável é também antioxidante, isto é, rica em nutrientes como vitaminas, minerais, zinco e selênio. Para isso, frutas e legumes são essenciais – uvas, tomates, mamão e cenouras são ricas nessas substâncias, por exemplo.

Tratamentos para o colo

Além disso, quem busca uma aparência mais jovem e a diminuição das linhas de expressão ou redução de manchas, pode pensar ainda em investir em tratamentos específicos para a região. 

O peeling químico, por exemplo, ajuda na renovação celular e é um grande aliado na redução de manchas e rugas causadas pela exposição ao sol. Já a toxina botulínica (popularmente chamada Botox) ajuda a suavizar as rugas locais e a prevenir linhas de expressão. 

Por fim, um tratamento um pouco mais agressivo, o microagulhamento também é uma opção. Com o auxílio de pequenas agulhas, o procedimento estimula a produção de colágeno, diminuindo manchas, marcas de expressão e colaborando, sobretudo, para uma pele mais homogênea.

Leia mais: Rugas no colo: principais causas, prevenção e tratamentos

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.