Chocolate aumenta o colesterol?

Alimentação Bem-estar Saúde
18 de Julho, 2023
Chocolate aumenta o colesterol?

Quem é fã de chocolate sabe que seu consumo em excesso pode trazer prejuízos para a saúde. Por exemplo, aumento de gordura corporal. O resultado não é só na aparência. Pode, a longo prazo, favorecer o surgimento de doenças, como a obesidade. Mas afinal, será que o consumo de chocolate também aumenta o colesterol?

Leia mais: Quantidade de chocolate por dia: qual é a ideal?

Afinal, o chocolate aumenta o colesterol?

O chocolate carrega grandes quantidades de açúcar, gorduras saturadas e calorias. O que quer dizer que, se exagerarmos na dose diariamente (junto com uma alimentação pouco saudável), corremos o risco de ganhar peso em excesso, aumentar nossos níveis de colesterol e até desenvolver condições como diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares. Além disso, pode prejudicar a saúde bucal, já que contribui para a cárie dentária.

Moderação é tudo

Embora o consumo excessivo de chocolate aumente o colesterol, isso não quer dizer que não podemos desfrutar do docinho. O segredo é a moderação, além de buscar alternativas mais saudáveis. Alguns especialistas indicam, por exemplo, 20 a 30g de chocolate diariamente como uma quantidade mais segura para consumo – cerca de dois ou três quadradinhos da barra.

E apesar de a Organização Mundial da Saúde (OMS) não definir um limite exato da iguaria, a recomendação de especialistas é que o açúcar adicionado não ultrapasse 10% das calorias da nossa dieta diária. Nesse caso, é interessante contar com a ajuda de um especialista para entender quanto desse ingrediente você consome por dia (afinal, ele está presente em alimentos como pães, biscoitos, salgadinhos, etc) e calculá-lo para que o chocolatinho entre nessa conta.

Fazendo escolhas inteligentes

Além disso, existem opções que são consideradas melhores do que outras. Os chocolates com alto teor de cacau, por exemplo, são conhecidos por trazerem alguns benefícios para a saúde. Isso porque eles contêm compostos antioxidantes, como os flavonoides, que podem ajudar a reduzir o estresse oxidativo e a inflamação no organismo

Do mesmo modo, o chocolate amargo, com teor acima de 70% de cacau, ajuda a aumentar o HDL e reduz o colesterol ruim. Ao mesmo tempo, a modificação do estilo de vida, incluindo a adesão a uma dieta saudável e exercícios físicos regulares, é considerada uma intervenção de primeira linha no controle da gordura e, consequentemente, do colesterol.

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

mulher segurando pílulas de citrato de magnésio na mão
Alimentação Bem-estar Saúde

Magnésio citrato alivia prisão de ventre? Entenda

Magnésio citrato é indicado para o tratamento da constipação aguda, mas nem todo mundo deve consumi-lo. Entenda melhor

mulher com as mãos na barriga
Saúde

Vaginismo afeta o bem-estar e pode ter causas emocionais

O vaginismo é um tipo de dor que acontece durante a penetração. As causas normalmente englobam aspectos psicológicos, e problema atrapalha a vida sexual

foto do ator Tony Ramos
Saúde

Hematoma subdural: entenda quadro de Tony Ramos

Tony Ramos passou por duas cirurgias após apresentar um hematoma subdural. Segundo boletim médico, ator já tem "melhora na evolução do quadro clínico"