São Paulo confirma três casos de varíola dos macacos em crianças

Entre o público afetado pelo vírus Monkeypox, os pequenos também aparecem. Na última quinta-feira (28), a Prefeitura de São Paulo confirmou três casos da varíola dos macacos em crianças. De acordo com o órgão municipal, elas estão sendo monitoradas e não apresentam sinais graves da enfermidade.

De acordo com o UOL, que entrou em contato com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), não se sabe como o vírus Monkeypox infectou as crianças. No entanto, na nota fornecida para o site, informou-se que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), pronto-socorros e pronto atendimentos da cidade de São Paulo estão preparados para receberem casos suspeitos da varíola dos macacos.

“A rede municipal foi capacitada e conta com insumos para coleta de amostras das lesões cutâneas (secreção ou partes da ferida seca) para análise laboratorial”, enfatiza o documento sobre o assunto.

Embora os três casos infantis sejam os primeiros em crianças no Brasil, o país já soma 1.066 evidências de Monkeypox, de acordo com o último relatório do Ministério da Saúde. Ainda no relatório, publicado na última quinta-feira (28), apontam-se 513 quadros suspeitos e 597 descartados.

O estado com o maior número de casos da doença é São Paulo, com 823 infectados. Em segundo lugar, está o Rio de Janeiro, com 124 contaminados e Minas Gerais em terceiro, com 44 quadros.

Leia mais: Doença da varíola dos macacos torna-se emergência global de saúde

A varíola dos macacos em crianças ao redor do mundo

Embora a notícia sobre a presença da doença no público infantil brasileiro acenda um sinal de alerta, não é a primeira evidência do vírus Monkeypox nos pequenos. No dia 22 de julho, os Estados Unidos confirmaram os dois primeiros casos da varíola dos macacos em crianças no país.

Na época, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estadunidense informou que as crianças não tinham ligação umas com as outras. Inclusive, um paciente bebê e sua família estavam apenas de passagem nos Estados Unidos.

Até o momento, sabe-se que a Holanda também apresenta um caso de varíola dos macacos em crianças. Portanto, já são seis quadros infantis da doença ao redor do mundo.

Referência:

Ministério da Saúde