Casos de dengue aumentam e a doença pode bater recorde de morte

Saúde
07 de Dezembro, 2022
Casos de dengue aumentam e a doença pode bater recorde de morte

Os casos de dengue aumentam no Brasil e o Ministério da Saúde faz um alerta nacional sobre a tendência dos números baterem o recorde. De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado em 19/11, os números apontam um crescimento significativo do alcance da doença com 975 mortes registradas em 2022. O número chega próximo do maior pico atingido em 2015, de 986 óbitos.

Sendo assim, pela primeira vez, o Brasil pode bater o recorde de mortes causadas por dengue desde que a doença voltou a figurar nos números de saúde no País, em 1980. Considerando a velocidade das transmissões, o Brasil pode alcançar a marca de 2015 e concluir o ano com o registro de mil óbitos. Entenda!

Casos de dengue aumentam 

Ao todo, os casos de dengue cresceram em torno de 180% no Brasil em 2022 em comparação com o mesmo período de 2021. De acordo com os dados do ministério, a região centro-oeste é a mais atingida, com 1.977 casos por 100 mil habitantes. Logo em seguida, está a região Sul, com 1.038,5; a Sudeste, com 504,4; a Nordeste, com 413,6; e a Norte, com 240,5.

Com isso, a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), emitiu um comunicado de alerta, informando sobre a tendência real de chegarmos perto de mil mortes neste ano atingindo um recorde. A entidade aproveitou para reforçar a necessidade de atenção às medidas preventivas da doença, como o combate do mosquito Aedes Aegypti.

“É urgente que tenhamos uma política de retomada efetiva para combater o vetor da dengue. A situação é crítica, por isso fazemos esse alerta nacional”, destacou o vice-presidente da SBI, Alexandre Naime Barbosa.

Leia também: Casos de dengue crescem em 2022: por que esse surto está acontecendo?

Causas da dengue 

A infecção é transmitida através da picada do mosquito. Portanto, não há outra forma de contrair a condição. A doença atinge qualquer faixa etária, mas pessoas mais velhas tendem a ter maior risco de infecção.

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o período do ano com maior transmissão da doença ocorre nos meses mais chuvosos de cada região, geralmente entre novembro e maio. A água parada oferece condições favoráveis para a proliferação do mosquito. Portanto, as medidas preventivas podem evitar a dengue no dia a dia.

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança