Casais com infertilidade: Desinformação e preconceito são obstáculos

Gravidez e maternidade Saúde
17 de Janeiro, 2023
Casais com infertilidade: Desinformação e preconceito são obstáculos

Cerca de 8 milhões de casais sofrem atualmente com infertilidade no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Reprodução Assistida. Infelizmente, muitos demoram demais para buscar ajuda. Nesse sentido, a idade pode agir como uma bomba-relógio contra a fertilidade e representa um fator determinante para o sucesso de uma concepção. Por isso, postergar a busca por ajuda especializada pode ser um problema. Continue lendo e entenda!

Leia também: Produtos químicos: entenda como eles podem afetar a fertilidade e saiba como evitá-los

Infertilidade: por que casais demoram a buscar ajuda?

“Os principais motivos para os casais demorarem a buscar ajuda especializada são a desinformação e a negação. A infertilidade mexe muito com a autoestima. Muitos casais têm esperança que no ciclo menstrual seguinte consigam a gravidez. Quando não conseguem, esperam o próximo ciclo, depois o próximo”, explica o Dr. Rodrigo Rosa, especialista em Reprodução Humana na clínica Mater Prime, em São Paulo.

A infertilidade conjugal afeta de 10 a 15% dos casais em idade reprodutiva no mundo, mostrando que o problema tem grande recorrência. Além disso, com a demora para buscar ajuda, as chances de concepção diminuem consideravelmente.

Segundo o especialista, outro fator que prejudica as chances de concepção é que muitas vezes esses casais também são mal orientados, principalmente quando os exames básicos são negligenciados. Outras crenças populares também invisibilizam o problema com explicações como “está tudo bem, é só ansiedade” ou então que “é uma questão de tempo”, ou até pior, como “podem esperar até 40 anos para engravidar”. Além disso, as dicas de pessoas que passaram por experiências pessoais com a infertilidade também podem atrapalhar e atrasar a busca por ajuda médica especializada.

“É interessante pontuar que, em muitos casos, os casais também têm medo do diagnóstico. Para eles, é assustador ouvir do médico que eles têm dificuldade para engravidar e vão precisar de ajuda. Isso faz com que muitos fujam das clínicas de reprodução assistida, justamente porque têm uma dificuldade de aceitação do diagnóstico”, comenta o Dr. Rodrigo Rosa.

Leia também: Obesidade e fertilidade: como a relação afeta homens e mulheres

Como procurar ajuda para a infertilidade?

Para enfrentar o tabu da infertilidade, a orientação é de procurar um médico especialista quando o casal está tentando engravidar sem sucesso há um ano. Em mulheres acima dos 35 anos, o recomendado é buscar ajuda médica após seis meses de tentativa sem sucesso.

“Isso por que a idade da mulher é o principal fator prognóstico de gravidez. O tempo é implacável não só na quantidade de óvulos, mas também na qualidade deles. Essa queda da fertilidade acontece a partir dos 30 anos, mas a partir dos 35 anos é uma queda muito mais acentuada, sendo que a incidência de infertilidade conjugal acomete um em cada sete casais com faixa etária por volta dos 35 anos. E passa a ser de um a cada dois casais aos 41 anos de idade. Então realmente é uma incidência que sobe exponencialmente a partir dos 35 anos”, enfatiza o especialista.

Dessa forma, lidar com a multiplicidade de decisões médicas e as incertezas que a infertilidade traz pode criar uma grande agitação emocional para a maioria dos casais. “Mas, a orientação especializada consegue minimizar esses impactos, dando espaço à esperança, com o tratamento, e à felicidade, com a concepção – quando ela é conquistada”, finaliza.

Fonte: Dr. Rodrigo Rosa, ginecologista obstetra especialista em Reprodução Humana e fundador e diretor clínico da clínica Mater Prime, em São Paulo.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

foto de folhas de citronela em uma bandeja de bambu
Bem-estar Casa Saúde

Planta citronela espanta mosquito da dengue?

A planta possui um óleo essencial desagradável para alguns insetos. Contudo, a citronela não deve ser a única estratégia para espantar o mosquito da dengue

Cinco habitos
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Cinco hábitos indispensáveis para a saúde

Para iniciar uma mudança de comportamento, confira cinco atitudes simples para incorporar no dia a dia que trazem benefícios no futuro

Dengue e Covid
Saúde

Dengue e Covid-19: como diferenciar os sintomas?

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções por covid-19 no Brasil, sintomas geram muitas dúvidas. Veja diferenças