Bronquiolite: O que é, principais sintomas e tratamento

16 de agosto, 2021

O organismo funciona como uma máquina perfeita, onde cada peça desempenha uma função essencial. No sistema respiratório, por exemplo, existem ramificações que, embora muito pequenas e finas, são fundamentais, uma vez que seu trabalho é conduzir o ar para os pulmões. São os chamados bronquíolos. Existe, no entanto, um processo inflamatório que atrapalha o desempenho dessa atividade. Trata-se da bronquiolite que, em geral, acontece devido a uma infecção respiratória causada, principalmente, pelo vírus sincicial respiratório (RSV). Mas ela pode também ser desencadeada por outras doenças virais como a gripe. 

Bronquiolite: Quais são os principais sintomas?

Essa condição, que afeta sobretudo crianças de até 2 anos de idade e é mais frequente durante os meses mais frios do ano, provoca um inchaço nos bronquíolos, além de causar aumento na produção de secreção nas vias aéreas. Como resultado, o fluxo de ar que entra e sai dos pulmões fica comprometido. Essa característica, inclusive, faz com que a bronquiolite seja, muitas vezes, confundida com crises de asma.

De acordo com Maurício Marcondes Ribas, professor de Pediatria da Faculdade Evangélica Mackenzie Paraná e chefe do serviço de pediatria do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, os sintomas costumam ser dificuldade para respirar, além de respiração mais acelerada e cansada. “A criança também usa uma musculatura intercostal que não usa habitualmente (tiragem), pode ter febre e a ausculta pulmonar mostra alteração”, completa. Há alguns quadros mais graves, em que há perda de apetite, desidratação, sonolência e até mesmo queda na oxigenação sanguínea. 

Vale dizer ainda que o vírus VSR é bastante contagioso, bem como pode continuar ativo em superfícies por diversas horas. Como ele é transmitido por meio do contato entre as pessoas, pode vir a se espalhar rapidamente, ainda mais em ambientes como escolas e creches. Nesse caso, o importante é priorizar a prevenção, ou seja, investir na higienização das mãos.

Como é realizado o diagnóstico?

Maurício informa que o diagnóstico da bronquiolite é clínico, avaliando os sintomas da condição. “Podemos ainda complementar com solicitação de exames de imagem, como radiografia de tórax, e sanguíneos, o que é feito para verificar a existência de possíveis complicações como a pneumonia, por exemplo”, diz. É possível ainda buscar a origem da inflamação, detectando se o RSV foi o responsável. Essa análise se dá por meio da secreção expelida pelo nariz.

O tratamento é realizado para aliviar os sintomas, especialmente a dificuldade respiratória. Assim, recomenda-se o uso de vaporizações, broncodilatadores, fisioterapia para o sistema respiratório, anti-inflamatórios, administração de oxigênio, entre outras medidas. 

Leia também: Melhores alimentos para o pulmão e chá para pulmão

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.