Benefícios da cúrcuma para desinflamar o organismo

Alimentação Bem-estar
07 de Novembro, 2023
Benefícios da cúrcuma para desinflamar o organismo

A cúrcuma, conhecida em algumas regiões como açafrão-da-terra, açafrão-da-índia, gengibre amarela ou raiz do sol, é o rizoma da planta Curcuma longa, conhecida por seus benefícios medicinais. Assim, depois de seca e moída, converte-se em uma especiaria de cor amarela/laranja intensa. Os povos asiáticos têm utilizado-a há séculos, incorporando-a tanto na culinária, quanto nas práticas tradicionais de saúde.

Leia mais: Açafrão-da-terra: benefícios e como usar a cúrcuma

Quais são os benefícios da cúrcuma?

É o poder antioxidante e anti-inflamatório da cúrcuma que tem despertado o interesse no campo científico internacional. Grande parte de sua ação terapêutica vem da da presença de polifenóis da classe dos curcuminóides. Eles são os compostos bioativos mais presentes na cúrcuma, representando cerca de 2 a 6% do conteúdo do rizoma. Além disso, também proporcionam a cor característica da planta.

A curcumina é o curcuminóide majoritário no rizoma da Curcuma longa. Assim, representa cerca de 77% dos curcuminóides, e, por isso, é frequentemente associada a uma variedade de benefícios à saúde, principalmente no que se refere ao tratamento de processos inflamatórios. Este composto bioativo é objeto de estudos que exploram ainda suas propriedades antioxidantes, cicatrizantes, cardioprotetoras e, potencialmente, anticancerígenas.

Afinal, a cúrcuma realmente desinflama o organismo?

A capacidade anti-inflamatória da curcumina advém da sua ação sobre o fator nuclear kappa B (NF-kB). Trata-se de um regulador da expressão de genes associados à resposta inflamatória no corpo. A inibição do NF-kB resulta na supressão de várias moléculas pró-inflamatórias, contribuindo para uma resposta anti-inflamatória. Ou seja, o composto atua modulando a resposta inflamatória do corpo, mediante a diminuição da liberação de citocinas pró-inflamatórias, proteínas ligadas ao processo inflamatório.

Além dos curcuminóides, a cúrcuma também possui outros fitonutrientes que demonstram propriedades anti-inflamatórias positivas para dores em articulações, estando associada, em particular, a benefícios da osteoartrite.

Os benefícios da cúrcuma para a saúde digestiva

Fora o impacto nas articulações, a cúrcuma revela uma aplicação potencial no trato gastrointestinal. Isso porque a curcumina pode ter um efeito protetor sobre o estômago e se associa à redução dos riscos de úlcera péptica e gástrica. Assim, a possibilidade de administrar a curcumina em jejum pode ocasionar melhorias em determinadas situações relacionadas ao mal estar estomacal, uma vez que este composto pode apresentar a capacidade de inibir o crescimento da H. pylori, bactéria associada à gastrite.

No âmbito antibacteriano, a curcumina demonstrou propriedades que protegem o intestino contra a formação de bactérias negativas ao trato gastrointestinal, além de possibilitar a predominância de bactérias boas na região. Assim, favorece a melhora do perfil da microbiota intestinal e, consequentemente, melhora em vários processos metabólicos e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis.

Combinação potencializa ação

Quando se trata de sua aplicação como agente anti-inflamatório, é importante mencionar que a baixa biodisponibilidade da curcumina pode ser um obstáculo. Ou seja, o corpo absorve uma fração mínima da substância quando ingerida isoladamente. Entretanto, quando combinada com a piperina, um polifenol encontrado na pimenta-preta, a absorção da curcumina pelo corpo é ampliada.

Contraindicações da cúrcuma

Em geral, a cúrcuma é segura para a maioria das pessoas. No entanto, quando consumida como parte da dieta, pode causar efeitos colaterais. Indivíduos com distúrbios hemorrágicos, obstrução dos ductos biliares, úlceras estomacais, ou que estejam em preparação para cirurgias, por exemplo, devem usar a especiaria com cautela. Além disso, doses elevadas ou uso prolongado de suplementos de cúrcuma podem provocar desconfortos gástricos e, em casos raros, arritmias cardíacas.

Nesse contexto, a cúrcuma surge como um exemplo de como a sabedoria tradicional e a ciência moderna podem convergir. Seu uso, da culinária à farmacologia, evidencia a necessidade de continuar explorando, de maneira responsável e fundamentada, os tesouros que a biodiversidade da floresta oferece à saúde humana.

Referência: Regenerate Ventures.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!