Benadryl challenge: adolescente morre com desafio do TikTok

Saúde
19 de Abril, 2023
Benadryl challenge: adolescente morre com desafio do TikTok

É fato que o TikTok é uma rede que deixa os usuários mais confortáveis a dizer o que pensa e explorar um lado mais criativo, engraçado e espontâneo. No entanto, a plataforma é repleta de sombras que precisam urgentemente de uma nova diretriz de controle. Jovens têm morrido devido a trends perigosas no TikTok. O caso mais recente foi atribuído ao Benadryl Challenge, desafio que existe na rede desde 2020.

Veja também: Afinal, tomar banho de chuva causa gripes ou resfriados?

O que é o Benadryl Challenge?

É uma trend ( ou seja, conteúdo que cria uma corrente de outras pessoas fazendo o mesmo) que mostra jovens tomando superdosagens do medicamento Benadryl, cujo nome no Brasil é difenidramina. O fármaco pertence à classe de anti-histamínicos, servindo para amenizar alergias como rinite e coceiras na pele, por exemplo.

Basicamente, os usuários ingerem muitos comprimidos e filmam a própria reação após a prática, que costuma ser alucinação e sonolência.

Contudo, a fim de ganhar engajamento e encorajar outros usuários a repetir o ato, esses jovens desconhecem o risco fatal. Os pais do adolescente, identificado como Jacob Stevens, de 13 anos, falaram ao jornal americano ABC6 sobre a perda do filho. Além disso, alertaram sobre a importância de observar o comportamento das crianças nas redes sociais.

TikTok toma providências

Com a repercussão do triste desfecho do Benadryl Challenge — que já havia feito uma vítima em 2020 –, o TikTok emitiu uma nota de pesar. No comunicado, ainda afirmou que nunca “havia reparado que esse tipo de conteúdo havia se tornado uma tendência na plataforma”.

Felizmente, ao digitar hoje na ferramenta de busca pelo termo, a rede abre uma página para o usuário refletir sobre a real necessidade e os riscos de se expor a um desafio.

tiktok

Parte de conteúdo mostrado pelo TikTok ao buscar por “Benadryl Challenge”. Reprodução/TikTok

Como proteger as crianças de desafios como o Benadryl Challenge

De acordo com a psicóloga Tânia Martins, os pais e responsáveis têm uma grande missão de vigiar o comportamento digital dos filhos. Para a especialista, o diálogo com as crianças e adolescentes é fundamental, assim como estabelecer limites de uso nas redes sociais.

“Estimular os filhos a compartilhar suas preferências, o que anda vendo na internet e incentivando uma troca ajuda a abrir espaço para conversas mais sérias. Conversar sobre a importância de filtrar o que se consome e com quem se interage fortalece a seletividade do jovem”.

Nada disso é fácil, na avaliação da psicóloga. Por isso, ter paciência e entrar no assunto de maneira sutil é uma estratégia. Sobretudo com adolescentes, cuja relação é naturalmente mais delicada.

Educar ao invés de proibir deixa o jovem mais à vontade para dividir o que pensa. “Outra maneira é avaliar quais perfis o adolescente está seguindo. Esse acompanhamento ajuda a verificar se há algo que exige atenção e uma conversa a respeito”, sugere.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Por quanto tempo tomar glutamina
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Alimentação e hipertensão
Alimentação Bem-estar Saúde

Alimentação e hipertensão: o que priorizar e o que evitar?

O ideal é utilizar temperos naturais, como ervas e especiarias. Veja outras dicas

check-up ginecológico
Bem-estar Saúde

Check-up ginecológico: quais exames a mulher deve realizar anualmente?

A rotina de exames permite diagnóstico rápido para diversas doenças, ampliando as chances de um tratamento eficaz