Beleza limpa: quais são os benefícios dos cosméticos naturais?

Beleza Bem-estar
02 de Maio, 2022
Beleza limpa: quais são os benefícios dos cosméticos naturais?

Cada vez mais, empresas do segmento “clean beauty” (beleza limpa, da tradução em inglês) surgem no Brasil. Isso porque, de acordo com os especialistas, os hábitos das pessoas mudaram, especialmente depois da pandemia. Assim, surge um novo tipo de mercado, em que consumidores estão mais conscientes de suas escolhas, se preocupando com o que é consumido e com o impacto que determinadas substâncias podem gerar no meio-ambiente. “As pessoas estão buscando hábitos mais saudáveis e sustentáveis no dia a dia”, afirma a Dra. Luiza Archer, médica e especialista em dermatologia natural.

Cris Dios, cosmetóloga, proprietária e Hair Especialista do Laces and Hair explica que os números do mercado da beleza natural só crescem. “O Brasil se tornou o quarto maior mercado consumidor de cosméticos e, mesmo em cenário de crise e instabilidade econômica e financeira, homens e mulheres não abriram mão do consumo de seus produtos de higiene, beleza e maquiagem. O que talvez tenha mudado, e cada vez reparo mais, é na forma de consumo”, analisa.

É fato que o consumo mudou. “As pessoas agora buscam por marcas e ingredientes de matérias primas naturais, estão aprendendo a ler rótulos e propósito se tornou o lema da vez.  Beleza limpa se tornou uma nova necessidade”, afirma Cris.

Leia mais: Nutricosméticos: O que são e como funcionam

Afinal, o que é beleza limpa?

O movimento beleza limpa teve início nos anos 90, nos Estados Unidos. Na ocasião, grandes redes de supermercados passaram a vender produtos mais naturais, como desodorantes livres de alumínio e sabonetes caseiros feitos por pequenos produtores. De lá pra cá, o mercado dos cosméticos naturais só cresceu. Dessa forma, especialistas preveem que a indústria da beleza tradicional crescerá a uma média de 4,7% ao ano até 2026. Por outro lado, o crescimento da indústria da “clean beauty” será mais que o dobro: a previsão é de um aumento de faturamento de 12% ao ano.

Assim, com o avanço do movimento, termos como no-poo (nenhum componente de Lauril Sulfato de Sódio em sua composição), low poo (pouca quantidade do Lauril Sulfato de Sódio), beleza consciente, produto vegano, orgânico e matérias primas naturais nunca estiveram tão em alta.

Os benefícios dos cosméticos naturais

De acordo com a dermatologista, em geral, os cosméticos naturais não possuem substâncias comprovadas ou suspeitas de serem nocivas para a saúde e para o meio ambiente. Assim, priorizam o uso de ativos naturais benéficos para diversas necessidades da pele, e são produzidos e descartados da forma mais sustentável possível.

Além disso, completa Roseli Siqueira, esteticista e cosmetóloga, os benefícios para a pele podem ser os mesmos alcançados com o uso dos produtos tradicionais. “Você consegue minimizar rugas, linhas de expressão e flacidez usando ativos biotecnológicos, tratamento que acontece de dentro para fora, nas camadas germinativas das células”.

Do mesmo modo, como eles não apresentam química em sua composição, causa menos irritações e alergias. “Eu trabalho, por exemplo, com a biotecnologia, que são produtos como a célula tronco da maçã vermelha e verde, que vão agir na camada mais profunda da pele para dar sustentação e estimular o colágeno”, explica Roseli. “A pele processa melhor esse tipo de produto, pois não tem química ou elemento sintético em sua composição, como, por exemplo, esfoliantes que tinham microesferas plásticas (grânulos de polietileno) e causavam um dano enorme ao meio ambiente e que hoje estão proibidos.”

Os prejuízos de certas substâncias

Atualmente, certos tipos de substâncias presentes nos cosméticos que utilizamos diariamente podem prejudicar, ao invés de contribuir com a saúde do corpo em geral. É o caso de parabenos, ftalatos, liberadores de formol, triclosan, BHT, avobenzona, oxibenzona, octinoxasato, fragrâncias artificiais, silicone, alumínio, chumbo, petrolatos, entre outros. Dessa forma, Roseli recomenda: “Evite sulfatos, derivados de petróleo, produtos sintéticos e muito detergente – esses removem a oleosidade em excesso e levam ao efeito rebote, ou seja, ao rosto produzir mais óleo.”

Mas quais os prejuízos tais substâncias podem representar para a saúde? De acordo com a Dra. Luíza, alguns ingredientes presentes dos cosméticos convencionais estão sendo associados nos estudos a efeitos nocivos para a saúde, como efeito disruptor endócrino, infertilidade, obesidade, entre outros. Além disso, quando lavamos a pele para retirar os produtos, os ativos acabam caindo nas águas, causando a contaminação. 

Efeitos a longo prazo

Os principais efeitos colaterais mais recentemente estudados são justamente os efeitos a longo prazo, que não apareceram nos testes anteriores. São efeitos disruptores endócrinos (substâncias que simulam e modulam o sistema hormonal), infertilidade, obesidade, puberdade precoce, autismo, doenças neurológicas, entre outros.

Roseli explica, por exemplo, que produtos sintéticos, com álcool e derivados de petróleo, podem mexer com o metabolismo e intoxicar a pele. “Os produtos sintéticos fazem a pele ir esticando, ficando tão fina quanto uma folhinha de papel. Qualquer ventinho à pele racha, ganhando rugas, flacidez  e outros problemas, como irritações e alergia. Fora que você não vai ter um resultado tão potente quanto os naturais”, completa.

Produtos veganos, produtos naturais e cruelty free

Com tantos produtos naturais para comprar, é fácil confundi-los. Entenda cada um:

  • Veganos: priorizam exclusivamente ingredientes que não sejam de origem animal e não sejam testados em animais. Porém, podem usar ativos sintéticos. 
  • Naturais e orgânicos priorizam ingredientes naturais e evitam os tóxicos. Podem ter matéria-prima de origem animal, como cera de abelha e mel. 
  • Cruelty free são aqueles que não foram testados em animais.

Beleza limpa: como escolher o melhor produto?

De acordo com as especialistas, é fundamental verificar os selos das certificadoras de cosméticos naturais na própria embalagem do produto, bem como ler a composição no rótulo. Dessa forma, Roseli explica que o Brasil conta com a Sociedade Vegetariana Brasileira, que tem o Selo Vegano. Já no exterior, vários selos são emitidos, como o do PETA, Cruelty Free e o da Vegan Action, chamado Certified Vegan.

Dessa forma, é importante ficar atento à esse fatores, especialmente no caso dos produtos de higiene pessoal de uso diário, como desodorante, sabonete, hidratante, produtos capilares, maquiagens, e etc, “É importante essa transição para cosméticos naturais, porque nos expomos diariamente e ao longo de praticamente toda a vida a esses produtos”, completa a cosmetóloga.

Aproveite descontos de até 25% no creme de tratamento Laces Hair Care Ssoro e em outros produtos selecionados no e-commerce da Droga Raia. Não perca!

Fontes: Cris Dios, cosmetóloga, proprietária e Hair Especialista do Laces and Hair; Dra. Luiza Archer, médica e referência em dermatologia natural (CRM: 52.91136-4); e Roseli Siqueira, esteticista e cosmetóloga.

Leia também:

Remada baixa
Bem-estar Movimento

Remada baixa: para que serve e como fazer?

Comum em treinamento de força, o exercício fortalece os músculos das costas, como o dorso e trapézio

elevação pélvica
Bem-estar Movimento

Elevação pélvica: como fazer, benefícios e substituições

A elevação de quadril, também chamada de hip thrust ou elevação pélvica, é o ótima para trabalhar glúteos e pernas

chá de canela
Alimentação Bem-estar

Chá de canela: para que serve, benefícios e como preparar

A bebida é uma ótima opção para esquentar o corpo — muitos afirmam, ainda, que ela emagrece. Saiba tudo sobre o chá de canela