Rótulo de alimentos embalados deverá alertar sobre ingredientes nocivos

Alimentação Bem-estar
08 de Outubro, 2022
Rótulo de alimentos embalados deverá alertar sobre ingredientes nocivos

A partir de 9 outubro, um novo modelo de rótulo passará a valer para alimentos embalados no Brasil. A norma já havia sido aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2020. Assim, a mudança mais significativa é a obrigatoriedade de um alerta, na parte da frente da embalagem, sobre presença em excesso de três ingredientes prejudiciais à saúde: açúcares adicionados, gorduras saturadas e sódio.

Alessandra Bastos, diretora da Anvisa, declarou que o objetivo das mudanças é “levar clareza” aos rótulos dos alimentos produzidos e comercializados no Brasil.

Segundo a proposta aprovada, alimentos com alto teor de sódio, gordura saturada ou açúcar adicionado receberão a ilustração de uma lupa preta em suas embalagens, ressaltando essa informação. Os três nutrientes, defende a Anvisa, foram escolhidos pela relação com problemas de saúde pública, como doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes. A lupa mostrará:

  • Alto em açúcar adicionado: caso o ingrediente seja igual a ou ultrapasse 15g* para alimentos sólidos e semissólidos, e 7,5g* para líquidos;
  • Alto em gordura saturada: caso o ingrediente seja igual a ou ultrapasse 6g* para alimentos sólidos e semissólidos, e 3g* para líquidos;
  • Alto em sódio: caso o ingrediente seja igual a ou ultrapasse 600mg* para alimentos sólidos e semissólidos; e 300mg* para líquidos.

*a cada 100g ou 100ml.

rótulo
Nova rotulagem aprovada pela Anvisa

O que mais irá mudar no rótulo de alimentos emabalados

Além disso, a agência também garantiu que irá apresentar a quantidade de nutrientes por 100g (no caso de sólidos), ou então 100ml (no caso de líquidos) para facilitar a comparação dos produtos para os consumidores. 

Ainda, a Tabela de Informação Nutricional também passará por mudanças. Ela terá apenas letras pretas e fundo branco, deverá ficar próxima à lista de ingredientes e não poderá ser colocada em áreas de difícil visualização. O objetivo é afastar a possibilidade de uso de contrastes que atrapalhem na legibilidade das informações.

Leia também: 6 passos simples para diminuir o consumo de açúcar

Os alimentos que tiverem a “lupinha” não poderão alegar nada referente aos seus nutrientes e “vantagens” na parte superior e da frente do produto. Por exemplo: produtos com alto conteúdo de açúcar adicionado não poderão dizer nada sobre açúcares, como “diet”, “alimento reduzido em açúcar”, entre outras frases. 

Tiago Rauber, gerente de padrão e regulação de alimentos da Anvisa, afirma que a decisão levou em consideração estudos e experiências internacionais. Portanto, o objetivo é tornar mais claras as informações sobre os ingredientes dos produtos ao consumidor.

A alterações parecem ter agradado especialistas e médicos. Afinal, com mais da metade da população adulta no país acima do peso (e percentuais superiores a 60% em cinco capitais), tornar as informações mais claras pode ser um passo importante na conscientização dos brasileiros a respeito da importância da alimentação para a saúde.

Leia mais: Você pode estar comendo açúcar “mascarado” sem saber

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração

Chás pré e pós-treino
Alimentação Bem-estar

Chás pré e pós-treino: veja as melhores opções

O chá é a segunda bebida mais consumida mundialmente, depois da água, sendo o Brasil um dos maiores consumidores. De acordo com um balanço da Euromonitor