Alterações cognitivas no diabetes tipo 2

Saúde
07 de Julho, 2023
Alterações cognitivas  no diabetes tipo 2

Além das preocupações com o controle glicêmico e complicações físicas, os  indivíduos com diabetes tipo 2 também podem enfrentar desafios relacionados às  alterações cognitivas, ou seja, referem-se a mudanças no funcionamento mental, como a capacidade de memória, atenção, raciocínio e processamento de informações.  

Estudos científicos têm demonstrado que pessoas com diabetes tipo 2 têm maior  probabilidade de experimentar alterações cognitivas em comparação com indivíduos  sem a doença. Essas alterações podem variar de leves dificuldades de concentração a  problemas mais significativos de memória e aprendizado. 

Dados científicos indicam que cerca de 30% a 50% das pessoas com diabetes tipo  2 apresentam algum grau de alteração cognitiva. Essa prevalência pode aumentar com  o passar do tempo e a progressão da doença. É importante ressaltar que nem todas as  pessoas com diabetes tipo 2 desenvolvem alterações cognitivas, mas a conscientização  sobre essa possibilidade é fundamental para um cuidado integral. 

Os sinais e sintomas de alterações cognitivas podem variar de pessoa para  pessoa, mas algumas indicações comuns podem ser caracterizadas como pontos de  atenção: 

  • Dificuldade em se concentrar ou prestar atenção em tarefas cotidianas.
  • Problemas de memória, como esquecer informações recentes ou ter dificuldade  em lembrar-se de eventos importantes. 
  • Lentidão no processamento de informações e dificuldade em tomar decisões  rápidas. 
  • Dificuldade em encontrar palavras adequadas durante uma conversa.
  • Mudanças de humor frequentes, como irritabilidade e ansiedade

Quando se trata de enfrentar o diabetes tipo 2 e as alterações cognitivas, é  fundamental adotar uma abordagem abrangente e voltada para o autocuidado. Aqui  apresentamos diferentes aspectos que podem ajudar a minimizar o impacto das  alterações cognitivas e a preservar a função cerebral.

Educação e autocuidado

Informe-se sobre o diabetes tipo 2 e suas complicações, incluindo as alterações  cognitivas. Mantenha uma rotina de autocuidado consistente, que inclua alimentação  saudável, atividade física regular e monitoramento adequado da glicemia.

Exercício mental 

Mantenha seu cérebro ativo com atividades que estimulem o raciocínio, como  leitura, palavras cruzadas, quebra-cabeças e jogos de memória.

Organização e estratégias de memória

Utilize agendas, lembretes e aplicativos de celular para auxiliar na organização  de compromissos e tarefas diárias. Anote informações importantes e mantenha-as em  locais de fácil acesso.

Suporte social

Busque apoio emocional de familiares, amigos ou grupos de apoio para  compartilhar experiências e lidar com as dificuldades emocionais relacionadas às  alterações cognitivas. 

As alterações cognitivas podem ser uma realidade para algumas pessoas com  diabetes tipo 2, mas é importante lembrar que cada indivíduo é único. O conhecimento  sobre essas alterações, sinais e sintomas, aliado a estratégias de enfrentamento  adequadas, pode ajudar a minimizar o impacto desses desafios no dia a dia.  

Além disso, cuidar do lado emocional é fundamental para lidar com as  dificuldades que podem surgir ao longo dessa jornada. Com educação, autocuidado e  apoio, é possível desfrutar uma vida plena e saudável mesmo com o diabetes tipo 2 e as  alterações cognitivas. 

Referências: 

  1. Biessels, G. J., et al. (2014). Cognitive decline and dementia in diabetes mellitus:  mechanisms and clinical implications. Nature Reviews Endocrinology, 10(12),  591-604.
  2. Xia, W., et al. (2015). Diabetes, cognitive decline, and dementia. Journal of  Alzheimer’s Disease, 43(2), 487-504.

Leia também:

Por quanto tempo tomar glutamina
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Alimentação e hipertensão
Alimentação Bem-estar Saúde

Alimentação e hipertensão: o que priorizar e o que evitar?

O ideal é utilizar temperos naturais, como ervas e especiarias. Veja outras dicas

check-up ginecológico
Bem-estar Saúde

Check-up ginecológico: quais exames a mulher deve realizar anualmente?

A rotina de exames permite diagnóstico rápido para diversas doenças, ampliando as chances de um tratamento eficaz