Alimentação saudável na páscoa: nutricionista dá dicas para fazer boas escolhas

Alimentação Bem-estar
30 de Março, 2023
Alimentação saudável na páscoa: nutricionista dá dicas para fazer boas escolhas

Se você está buscando um estilo de vida mais equilibrado, saiba que o tradicional almoço de Páscoa também é uma oportunidade para apostar na alimentação saudável e maneirar no consumo de chocolates e sobremesas.

Pensando nisso, Bruna Lima, nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, dá dicas para um consumo saudável de alimentos neste período. Confira as orientações da especialista.

Veja também: Páscoa saudável: 7 motivos para apostar no chocolate amargo

Como montar um cardápio equilibrado para o almoço de Páscoa?

Alimentação saudável na páscoa

Peixes são uma excelente opção como prato principal

Além de serem uma tradição na Páscoa, os peixes são ricos em ômega-3, um nutriente importante para a saúde do coração e do cérebro. Portanto, dê preferência aos peixes grelhados ou assados, ao invés dos fritos, que são mais calóricos e podem fazer mal para a saúde.

Vegetais coloridos

Na hora de montar o prato, procure incluir vegetais coloridos, como cenoura, beterraba, espinafre e brócolis. Eles são ricos em vitaminas e antioxidantes que ajudam a prevenir doenças e a manter o corpo saudável.

Saladas

São uma opção saudável e refrescante para acompanhar o almoço de Páscoa. Portanto, procure incluir ingredientes como folhas verdes, tomate, pepino, cebola e cenoura.

Arroz integral

Em substituição ao arroz branco, o integral é mais saudável, por ser rico em fibras e nutrientes.

Alimentação saudável na páscoa: tem espaço para o chocolate?

A moderação é a chave quando falamos sobre o consumo de chocolates. De acordo com a nutricionista, os ovos de páscoa são ricos em calorias, açúcares e gorduras, portanto, a quantidade consumida deve ser equilibrada, evitando exageros com relação a quantidade e a frequência. Além disso, é preciso estar atento à composição nutricional dos chocolates escolhidos.

Dessa forma, para incluir o item na sua alimentação saudável de páscoa, prefira os chocolates do tipo amargo. Eles são os mais indicados para consumo, pois contém alto teor de cacau e pouca adição de açúcar, além de serem ricos em antioxidantes que auxiliam na diminuição dos níveis de LDL (mau colesterol) e da pressão arterial.

Escolha bem os chocolates

É importante ler os rótulos dos produtos para saber a quantidade de carboidratos de cada porção. Por exemplo, 25 gramas de chocolate ao leite têm em média 13 gramas de carboidratos, que equivale a uma fruta média, uma fatia de pão de forma, um copo de leite integral ou uma colher de açúcar.

De acordo com a nutricionista, no ano passado, a nova rotulagem de alimentos foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A partir de então, uma imagem de lupa virá na parte frontal dos alimentos industrializados e os consumidores poderão facilmente visualizar se esses produtos contêm quantidades em excesso de açúcares, sódio e gorduras saturadas em sua composição.

Alimentação saudável na páscoa: Dicas extras

Se for consumir chocolate ou qualquer outra sobremesa, prefira fazê-lo logo após as refeições. Isso pode amenizar os efeitos do chocolate sobre a glicemia. Dessa forma, a presença de outros nutrientes, como as fibras encontradas em leguminosas, legumes e folhas verde-escuras, faz com que a absorção não seja tão imediata e não eleve tão bruscamente a taxa glicêmica.

Tenho diabetes, posso comer chocolate?

Quem tem diabetes deve redobrar a atenção. Assim, a ingestão diária dos carboidratos, somados ao consumo de chocolates, pode impactar o controle da glicemia.

“Quem faz uso de insulina para dar cobertura nas refeições, deve ajustar a dose de acordo com a quantidade do carboidrato a ser ingerido, conforme prescrição médica. E para aqueles que tomam medicação regular, que não abandonem o tratamento”, indica a nutricionista.

Furei a dieta e agora?

Se por acaso você furar a dieta na Páscoa, o importante é não se desesperar. É importante lembrar que momentos de celebração são importantes e não devem ser fonte de culpa.

“O ideal é manter o controle glicêmico e as medicações prescritas pelos médicos mesmo durante o feriado e, após os dias de festas, retomar a dieta normalmente no próximo dia e evitar repetir os excessos. Além disso, é importante manter a atividade física, hidratação, alimentação balanceada nos dias seguintes para equilibrar a ingestão de calorias e nutrientes,” completa a nutricionista.

Fonte: Bruna Lima, nutricionista do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!