Ácidos fenólicos: O que são e como consumir

7 de abril, 2020

Os ácidos fenólicos são fitonutrientes de forte poder antioxidante que fazem parte da composição de diversos alimentos, especialmente vegetais, cogumelos e frutas.

Eles atuam no combate de radicais livres, agentes responsáveis pelo estresse oxidativo, que pode implicar em envelhecimento precoce, na aterosclerose e nas doenças de Alzheimer e Parkinson. Além disso, podem promover condições anti-inflamatórias no corpo quando ingerido regularmente.

Tipos de ácidos fenólicos e fontes

Existem muitos ácidos fenólicos diferentes encontrados na natureza. Mas, podem ser divididos em duas categorias: derivados do ácido benzóico, como o ácido gálico, e derivados do ácido cinâmico, incluindo o ácido cafeico e o ácido ferúlico.

O ácido gálico é encontrado em sementes de uva. O café contém ácido cafeico e clorogênico. Mirtilos, kiwis, ameixas, cerejas e maçãs contêm grandes quantidades de cafeico. Vinho tinto e frutas cítricas contêm ácido cinâmico. Já o ácido ferúlico é encontrado nas coberturas externas dos grãos de cereais, como na farinha de milho, de trigo integral, arroz e aveia.

Leia mais: Nutricosméticos: O que são e como funcionam

Alimentos ricos em ácidos fenólicos podem ser benéficos para a saúde. Contudo, é difícil entender quanto desse benefício é devido à substância ou aos nutrientes, fibras e outros fitoquímicos também encontrados nos ingredientes. Por exemplo, o vinho tinto possui o ácido em sua composição, mas também é fonte de resveratrol, que é outro tipo de polifenol com potenciais benefícios à saúde.

Leia também: Vinho e chocolate podem ajudar a prevenir doenças sérias

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo