Dicas para acalmar o bebê e garantir uma boa noite de sono

Gravidez e maternidade Saúde
02 de Junho, 2023
Dicas para acalmar o bebê e garantir uma boa noite de sono

Durante o primeiro ano de vida, um bebê passa a maior parte do tempo dormindo. O sono é fundamental para o nosso funcionamento.  De acordo com estudos multidisciplinares do Cincinnati Children’s Hospital Medical Center, de Ohio, Estados Unidos, é nesse período que acontece a maturação do sistema nervoso central (SNC).

Contudo, a forma como adormecemos é moldada pelos comportamentos e hábitos adquiridos. “O momento de dormir é o mais vulnerável do dia do bebê. Para que ele se desligue é necessário sentir-se seguro emocionalmente e não abandonado”, explica a neurocientista especialista em sono infantil, Jéssica Africano.

Para ajudar outras mães, a neurocientista foca na necessidade de desenvolver um vínculo seguro entre pais e filhos, na construção de uma rotina previsível e um sono noturno contínuo. 

Quando o bebê nasce, traz memórias de quando estava dentro do útero materno. Por isso, precisará de ajuda nessa transição para o mundo exterior de acordo com suas necessidades. “Imagine uma criança na fase de aprender a andar. Nos primeiros dias, você vai dar a mão, para que sinta-se segura e entenda o que tem que fazer. Aos poucos, você precisa ir soltando as mãozinhas. Você sempre estará ali para ajudá-la no processo. Você vai aplaudir, mas também vai dar consolo caso não consiga nas primeiras tentativas”, exemplifica a especialista.

Aprender a dormir com autonomia é um processo parecido com o aprender a andar. Por isso, a neurocientista apresenta alguns passos para auxiliar seu bebê a dormir bem e garantir uma boa noite de sono:

Dicas para acalmar o bebê: não se compare

O primeiro passo nesse processo, aponta Jéssica, é não se comparar com outras mães e respeitar seus limites. Para conseguir praticar a paciência e a tranquilidade numa situação que tira o equilíbrio, como a privação de sono, é preciso aprender a se autorregular silenciando a mente e controlando a respiração e pensamentos. “Toda vez que sua mente te sequestrar para os pensamentos ruins, traga para o momento presente. Essa conexão com você fará total diferença no processo de ajuste de sono do seu filho”, explica a especialista. 

Os bebês e crianças pequenas dependem emocionalmente de seus cuidadores para se sentirem seguros e calmos. “Você é o co-regulador do seu bebê, por isso, não ignore como você se sente”, destaca. Da mesma maneira, não compare seu bebê. É fundamental entender que cada filho é único. Por isso, sempre haverá uma situação nova a ser enfrentada, cada um terá um comportamento diante de suas necessidades, e a mãe desvendará cada um deles. 

Dicas para acalmar o bebê: a preparação do ambiente

O quarto onde o bebê vai dormir deve ser preparado com antecedência, com luz baixa e um ruído branco, que mascara sons que geralmente dificultam a concentração e o sono do bebê. O termo ‘branco’ faz referência à composição da luz branca, uma luz monocromática que reflete todas as outras. Logo, o ruído branco bloqueia sons com frequências que variam muito de intensidade, como barulhos de carro e latidos de cachorro. Por ser um som constante, sem nenhum tipo de variação, cria um ambiente com a sensação de segurança como na barriga, onde ouvia os batimentos cardíacos e o fluxo sanguíneo da mãe. 

Além disso, a temperatura do ambiente faz toda a diferença na qualidade de sono. A criança precisa de um clima ameno para adormecer, então se estiver muito agasalhada ou em ambiente quente, não conseguirá dormir.

Mudar comportamentos e hábitos

Todo bebê precisa de hábitos, com horário certo para comer, brincar e dormir. O corpo vai entender a dinâmica da ingestão calórica, seguida por atividades para gasto de energia e a diminuição do nível de atividades.  Uma casa com pouco barulho, por exemplo, vai ajudar nesse preparo, uma vez que os bebês têm o sono mais leve e acordam mais facilmente. 

Outro ponto importante é quando a criança vai dormir exausta demais. Isso aumenta os níveis de hormônios estressores, como o cortisol e a adrenalina, que não a deixam aprofundar o sono em nenhum momento. O resultado é que os despertares noturnos tornam-se frequentes e sonecas muito curtas.

Leia também: “Meu bebê não para de chorar”: ciência revela a melhor maneira de acalmá-lo

Rotina saudável e equilibrada

Ter uma rotina saudável mantém o corpo em equilíbrio. Por isso, é primordial que o cansaço esteja medida certa, o entendimento sobre as necessidades da criança, o gasto de energia de acordo com a capacidade biológica e permitir que a criança seja criança.

Até os três meses de vida as necessidades dos pequenos são muito específicas, mas a partir do quarto mês, o sono passa por grandes mudanças. Por isso, a rotina saudável e equilibrada necessita de um horário regular para começar o dia, com o ajuste do relógio biológico, porém respeitando o sono da criança.

Segurança emocional

Para dormir, além de estar com sono e relaxado, o bebê precisa ter suas necessidades emocionais supridas, como sentir a presença da mãe. Ele nunca deve ficar sozinho acordado no berço, até que conquiste confiança. Dessa maneira, o passo seguinte é a retirada de associações de sono como dormir mamando, chupeta, colo, balanço ou mexer no cabelo dos pais. “Cada passo é gradual, de acordo com a maturidade da criança”, pontua Jéssica.

Assim, uma criança que dorme bem, consegue desenvolver seu sistema neurológico, se autorregular, aprender melhor e fortalecer seu sistema imunológico. “Porém, é preciso respeitar o ritmo fisiológico da criança por meio de atividades que se relacionem com o ritmo natural dela”, finaliza a especialista.

Fonte: Jéssica Africano, neurocientista especialista em sono infantil.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma