ABC do skincare: conheça as substâncias mais indicadas para cuidar da pele

Beleza Bem-estar
17 de Outubro, 2023
ABC do skincare: conheça as substâncias mais indicadas para cuidar da pele

O mercado da beleza não para de crescer. A cada dia que passa surgem novas substâncias que prometem ter um efeito ainda mais eficaz no combate a fatores como a falta de hidratação, os sinais de envelhecimento e as manchas. Por isso, fica a dúvida: em quais produtos vale investir? Para responder essa pergunta, a Agência Einstein conversou com especialistas que explicaram o ABC do skincare respondendo a perguntas como: quais são os mais recomendados com eficácia comprovada, quem deve utilizá-los e quais os cuidados é preciso adotar com cada um deles.  

Veja também: Clean Girl Aesthetic: 5 dicas para conquistar uma pele bonita e saudável

Os especialistas, no entanto, ressaltam que a ação dos compostos depende muito do veículo utilizado na sua formulação, se é sérum, loção ou creme, e a sua concentração. Além disso, é essencial consultar um dermatologista para que ele analise cada caso individualmente. O médico vai receitar os produtos mais indicados para cada pessoa, além de analisar as possíveis combinações com outras substâncias.

Leia a seguir a lista preparada pelos médicos consultados e descubra o que cada ativo pode fazer pela saúde e beleza da sua pele:

ABC do skincare: Vitamina C

Para que é indicada?

Conhecida por sua ação antioxidante, a vitamina C combate o efeito nocivo dos radicais livres que são produzidos pela exposição solar e poluição e levam ao envelhecimento celular precoce. Além disso, atua na prevenção e no clareamento de manchas e estimula a produção de colágeno, melhorando a qualidade e a firmeza da pele e reduzindo as linhas finas. 

Para quem?

Essa vitamina geralmente é segura e adequada para todos os tipos de pele, desde as sensíveis até as oleosas. “Também não tem nenhum tipo de perigo em relação à exposição solar e é de fácil adaptação”, afirma a dermatologista Elisete Crocco, coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia.  

Como usar?

Ela deve ser aplicada diariamente de manhã, seguida pelo hidratante e o protetor solar. “Concentrações de 5 a 20% são as mais estudadas em termos de eficácia”, diz Bruno Sifuentes, dermatologista do Hospital Israelita Albert Einstein. 

Cuidados

Pessoas com pele oleosa ou acneica devem estar atentas aos efeitos dessa substância, pois a própria não piora a acne, mas ela pode ser utilizada em veículos de produtos que são oleosos e cremosos e que podem ser comedogênicos, ou seja, capazes de obstruir os poros. Nesse caso, o ideal é investir em produtos formulados com texturas mais leves, como os séruns.

ABC do skincare: Retinoides

Para que são indicados?

Derivados da vitamina A, eles são poderosos aliados na luta contra o envelhecimento da pele e a acne. Entre eles, destacam-se o retinol, a forma pura da vitamina A, e o ácido retinóico (tretinoína), um derivado sintético. “Estudos comprovam sua eficácia no estímulo à renovação celular e no aumento da produção das fibras de sustentação da pele, o colágeno e a elastina, resultando em uma pele mais firme e homogênea”, explica Sifuentes. 

Para quem?

Indicados tanto para adolescentes que desejam melhorar a acne e controlar a oleosidade quanto para aqueles que desejam tratar os primeiros sinais de envelhecimento, reduzir poros dilatados e rugas mais profundas. Para pessoas com pele sensível, o retinol é a opção mais adequada devido ao seu menor potencial irritativo. Por outro lado, quem procura resultados mais rápidos e impactantes e possui uma pele mais resistente pode optar pelo ácido retinóico.

Como usar?

O indicado é aplicar uma pequena quantidade, o equivalente a um grão de ervilha, no rosto e pescoço à noite antes de dormir. No início, o tratamento deve ter aplicação em dias alternados. A frequência pode ir aumentando gradualmente conforme a tolerância da pele de cada pessoa. A utilização de um hidratante antes pode aumentar significativamente a tolerância e minimizar seus efeitos colaterais, como vermelhidão e ressecamento.

Cuidados

É importante saber que os retinoides tornam a pele mais sensível à radiação ultravioleta, aumentando o risco de manchas e queimaduras. Por isso, o protetor solar diário é fundamental. Além disso, é crucial destacar que os retinoides são contraindicados para mulheres grávidas ou lactantes.

ABC do skincare: Ácido hialurônico

Para que é indicado?

Ele é composto por moléculas de polissacarídeos e está presente naturalmente no organismo em tecidos como a pele, os olhos, as cartilagens e as articulações. Com o tempo, o corpo vai perdendo a substância e, por isso, é importante repô-la com a aplicação de produtos. “A substância proporciona hidratação intensa e profunda e estimula a fabricação de colágeno, por isso deixa a cútis mais macia e firme e diminui as linhas finas”, explica a coordenadora da Sociedade Brasileira de Dermatologia.  

Para quem?

Todo mundo pode utilizar as formulações com ácido hialurônico. Contudo, o produto atende melhor pessoas com pele seca ou desidratada devido a sua alta capacidade de hidratação. As pessoas mais maduras também se beneficiam bastante pois ele combate os sinais do envelhecimento, mas os pacientes mais jovens também podem utilizá-lo como prevenção desse efeito. 

Como usar?

Ele pode ser incorporado em cremes, géis e séruns que devem ser aplicados diariamente antes de outros produtos, de manhã ou à noite. Outra opção para desfrutar de seus benefícios é a forma injetável, administrada por dermatologistas. Essa versão injetável também atua como um preenchedor, proporcionando suporte e rejuvenescimento em áreas específicas do rosto.

Cuidados

Sendo produzido naturalmente pelo corpo, o ácido hialurônico oferece poucos riscos de efeitos colaterais. O ácido não interfere na exposição solar e por isso, outros produtos podem fazer parte da rotina sem oferecer riscos.

Vale ressaltar que pessoas com pele oleosa devem usá-lo com moderação, pois o uso excessivo do creme pode obstruir os poros e causar acne. Em climas muito secos, é aconselhável aplicar um hidratante sobre o produto de ácido hialurônico para evitar a evaporação da umidade da pele, uma vez que a eficácia do ativo depende significativamente da umidade ambiental. No caso da versão injetável, é crucial que o médico tenha experiência na aplicação para evitar lesões nos vasos sanguíneos durante o procedimento.

ABC do skincare: Niacinamida

Para que é indicado?

A niacinamida, forma ativa da vitamina B3, é um ativo versátil repleto de benefícios quando incluído na rotina de cuidados com a pele. Esse composto atua como anti-inflamatório, fortalece a barreira cutânea, uniformiza o tom da pele e controla a oleosidade.

Para quem?

Ela é adequada para diversos tipos de pele e é particularmente benéfica para peles oleosas e propensas à acne, bem como para aquelas que sofrem com vermelhidão. Além disso, é uma excelente opção para quem deseja melhorar a textura do tecido e reduzir poros dilatados.

Como usar?

Para obter os melhores resultados, o ideal é aplicar uma pequena quantidade no rosto pela manhã e à noite, após a limpeza da pele. Pode ser usada antes de outros produtos, como hidratantes e protetores solar. 

Cuidados

Segundo Sifuentes, o ativo é seguro e suave e é conhecido por ser bem tolerado na maioria das vezes. 

ABC do skincare: Ácido glicólico

Para que é indicado?

Pertencente à família dos alfa-hidroxiácidos (AHAs), o ácido glicólico desempenha um papel fundamental na renovação da pele, pois tem a capacidade de esfoliar suavemente a sua camada superficial, removendo células mortas, impurezas e desobstruindo os poros.

Para quem?

É uma excelente escolha para pessoas que desejam melhorar a textura da pele, minimizar poros dilatados, reduzir rugas superficiais e tratar a acne e a hiperpigmentação provocada por manchas escuras, por exemplo.

Como usar?

Indicado em pequena quantidade no rosto à noite, após a limpeza da pele. O uso pode ir aumentando gradualmente conforme a tolerância da pessoa. Em baixas concentrações, o ácido deve estar na rotina diurna por ser menos fotossensibilizante do que os retinóides.

Cuidados

É importante ter cautela ao utilizar ácido glicólico e retinoides na mesma rotina de cuidados com a pele, pois ambos possuem propriedades esfoliantes e podem aumentar a sensibilidade da pele. Recomenda-se evitar a aplicação simultânea e, em vez disso, é mais apropriado usá-los em dias alternados.

Por fim, é importante cautela quando se utiliza ácido glicólico e retinoides na mesma rotina de cuidados com a pele. Isso porque, ambos têm propriedades esfoliantes e podem aumentar a sensibilidade do tecido. Assim, recomenda-se evitar a aplicação simultânea, sendo mais interessante fazê-lo em dias alternados.

Fonte: Agência Einstein.

Leia também:

Por quanto tempo devo tomar ômega
Alimentação Bem-estar

Por quanto tempo devo tomar Ômega 3?

Muitas pessoas se perguntam: Por quanto tempo devo tomar ômega 3? Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Por quanto tempo devo tomar vitamina C
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar vitamina C?

Aliada a imunidade e a beleza, a vitamina C está ligada a uma série de benefícios para a saúde. Veja recomendações sobre o consumo prolongado

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond