32 semanas de gestação: veja como está o desenvolvimento do bebê nessa fase

Gravidez e maternidade Saúde
26 de Junho, 2023
32 semanas de gestação: veja como está o desenvolvimento do bebê nessa fase

Com 32 semanas, a mãe já se prepara para vivenciar a reta final da gestação. É chegado o 8º mês, fase em que o bebê já consegue identificar vozes e sons do lado externo da barriga da mãe, além de corresponder aos estímulos com chutes e movimentos. Por outro lado, ele está mais atento e seus cinco sentidos já o permitem ficar de olhos abertos e se mover em direção a luz.

Com aproximadamente 41 centímetros — medidos da cabeça ao calcanhar –, o peso estimado do bebê é de 1,950 kg, o que equivale a um repolho grande ou a um mamão papaya. A seguir, saiba como está o desenvolvimento do seu bebê nas 32 semanas de gestação. 

Veja também: Guia de boas-vindas ao recém-nascido: da maternidade até os 28 dias

32 semanas de gestação: Como está o crescimento do bebê 

32 semanas de gestação

Segundo a médica ginecologista e obstetra Mariana Rosário, nessa fase da gestação, a mãe tende a sentir o bebê se movimentando bastante na barriga, devido ao espaço livre no útero. Mas esse conforto está prestes a acabar. A medida que ele cresce, esse espaço diminui e os movimentos vão ficando cada vez mais limitados.

Na 32ª semana, os olhos do bebê já podem ficar abertos e se movem na direção da luz quando acordado. Neste período, os ouvidos são a principal ligação do feto com o mundo exterior, sendo que ele consegue ouvir sons distintos, e não apenas vibrações, como nas semanas anteriores.

A essa altura, o bebê têm já uma cor de cabelo definida, o coração bate aproximadamente 150 vezes por minuto, além de já ter unhas que cresceram o suficiente para chegar às pontas dos dedos.

Outro aspecto que chama a atenção é o crescimento do cérebro, que se torna bem perceptível durante esse período. Além disso, os ossos continuam a ficar mais duros, exceto os do crânio, que tende a se manter maleável para flexibilizar a saída do bebê pelo canal vaginal. 

O líquido amniótico engolido pelo bebê passa pelo estômago e intestino. Os resíduos desta digestão vão sendo pouco a pouco armazenados no cólon, formando o mecônio, as primeiras fezes do bebê.

Contudo, ainda que o desenvolvimento do bebê já esteja quase completo, não é interessante que ele nasça nessa fase devido ao baixo peso. Além disso, outras funções do organismo ainda estão em pleno desenvolvimento.

Mudanças no corpo da mãe 

Alterações físicas acompanham a mulher desde o comecinho da gestação. Mas, em especial, na 32ª semana, algumas mudanças ganham ainda mais  espaço, confira quais são elas a seguir:

  • Inchaço das pernas e dos pés, principalmente ao final do dia;
  • Aumento do umbigo, que poderá ser notado até mesmo através das roupas;
  • Falta de ar frequente, pois o útero agora pressiona os pulmões da mãe;
  • Surge a linha escura que vai do umbigo à região íntima, que é causada por alterações hormonais;
  • A mãe começa a sentir mais cólicas, mas elas são uma espécie de treino para o trabalho de parto.

“Para prevenir o inchaço, deve-se evitar o excesso de sal, colocar sempre que possível os pés para cima, evitar roupas e sapatos apertados. É recomendado que a gestante beba cerca de dois litros de água por dia e faça atividades físicas, como caminhada ou ioga, para evitar o ganho de peso excessivo”, aconselha a médica. 

Sinais de alerta

As preocupações relacionadas à saúde materna nessa fase estão relacionadas a diabetes gestacional — que já deve ser investigada por volta de 25 a 28 semanas –, e a pré-eclâmpsia, que pode começar a partir das 28 semanas. Ambas as condições devem ser acompanhadas durante o pré-natal para evitar complicações.

Mas além disso, os principais sinais de alerta que podem ser fatores surpresas são: sangramentos, dores frequentes dando indício que a mulher está entrando em trabalho de parto ou perda líquido. Em todas essas situações, é necessário buscar atendimento médico imediatamente para garantir a vitalidade do bebê e a saúde da mãe. 

Dicas de ouro para completar a reta final 

Com 32 semanas, restam apenas 56 dias para o nascimento do seu bebê. Isto é, se ele for cartesiano o suficiente para não chegar antes da hora. Neste momento, embora esse seja um momento de ansiedade e expectativa para conhecer o pequeno, a mãe deve intensificar cuidados para completar a reta final com saúde.

A seguir, confira algumas dicas para vivenciar essa fase.

  • Invista em uma alimentação saudável com frutas, legumes e vegetais;
  • Mantenha-se hidratada, ingerindo cerca de 2 litros por dia;
  • Evitar roupas apertadas que causem desconforto, tendo em vista que o inchaço está ainda maior;
  • Mantenha uma rotina ativa com atividades físicas (de baixo impacto);

Perguntas frequentes

32 semanas de gestação são quantos meses?

32 semanas de gravidez são 8 meses. Em média, a gravidez tem 280 dias ou 40 semanas. Ou seja, restam aproximadamente 56 dias para o nascimento.

O bebê pode nascer com 32 semanas de gestação?

O bebê tem grandes chances de sobreviver ao nascer com 32 semanas sem a necessidade de aparelhos para respirar. Contudo, o seu desenvolvimento ainda não está completo e provavelmente, o bebê — considerado prematuro — nasceria abaixo do peso esperado, precisando de apoio médico.

Como dormir com 32 semanas de gestação?

Devido ao tamanho e peso da barriga, a partir da 32 semana, dormir fica ainda mais difícil para a gestante. Contudo, a posição ideal para dormir deve ser de lado. Optar pela esquerda ou pela direita ficam à escolha da mulher. Nesse sentido, praticar atividades físicas durante o dia e manter uma boa higiene do sono contribuem para noites bem dormidas.

Veja também: Mala da maternidade: veja os itens essenciais e saiba como montar

Fonte: Dra. Mariana Rosario, ginecologista, obstetra e mastologista.

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

Cinco habitos
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Cinco hábitos indispensáveis para a saúde

Para iniciar uma mudança de comportamento, confira cinco atitudes simples para incorporar no dia a dia que trazem benefícios no futuro

Dengue e Covid
Saúde

Dengue e Covid-19: como diferenciar os sintomas?

Em meio a uma explosão de casos de dengue e o aumento de infecções por covid-19 no Brasil, sintomas geram muitas dúvidas. Veja diferenças

pernas de mulher recebendo depilação a laser
Gravidez e maternidade Saúde

Grávida pode fazer depilação a laser?

Especialista explica se a depilação a laser é segura durante a gravidez