Tontura após o treino de perna é normal? Veja dicas para amenizar a sensação

Bem-estar Movimento
25 de Agosto, 2023
Tontura após o treino de perna é normal? Veja dicas para amenizar a sensação

Quem cultiva uma rotina de atividades físicas sabe: o treino de pernas costuma ser um dos mais cansativos da programação semanal. Isso acontece por um motivo muito simples. Ao executar esse treino, estamos trabalhando os maiores músculos do corpo, os membros inferiores que envolvem a coxa, perna e glúteos. Com toda intensidade, é comum ver pessoas se queixando de tontura após o treino. A seguir, entenda as possíveis causas e como amenizar a sensação. 

Veja também: Pré-treino faz mal? Conheça as contraindicações

Afinal, sentir tontura após o treino de perna é normal?

A tontura após o treino é um sintoma muito comum, principalmente após esforços de alta intensidade. Ela pode estar relacionada a alterações na pressão arterial, que acontece quando realizamos um esforço físico maior do que estamos acostumados, ou até diminuição do fluxo sanguíneo. 

Isso acontece porque, ao nos exercitarmos, o treino intenso aumenta a circulação sanguínea para atender às suas demandas de oxigênio e nutriente. Mas quando paramos bruscamente, a diminuição do fluxo pode causar tontura. 

Outro problema comum é a desidratação, já que quando suamos, o nosso organismo perde nutrientes importantes, como eletrólitos, sódio, potássio, cloro e magnésio. Por fim, vale rever os pesos e exercícios para verificar se, talvez, você não está pegando pesado demais.

A tontura pode ser indicativo de problemas de saúde

Nem sempre a sensação de tontura pode ser um sintoma simples. Em alguns casos, pode indicar, inclusive, condições de saúde que merecem atenção médica. Veja a seguir:

Labirintite

A labirintite é uma inflamação do labirinto, uma estrutura no ouvido interno que é responsável pelo equilíbrio e pela audição. O problema é que quando existe uma inflamação no labirinto, a pessoa pode sentir tonturas intensas, vertigem (sensação de movimento ou giro) e náuseas.

Além disso, a tontura da labirintite geralmente é desencadeada por mudanças rápidas de posição, movimentos bruscos ou estímulos visuais intensos. Ou seja, o exercício físico intenso, especialmente com mudanças de movimento, pode agravar esses sintomas em pessoas que sofrem de labirintite.

Síndrome Vasovagal

A síndrome vasovagal é uma reação do sistema nervoso que pode ocorrer em resposta a estresse, medo, dor ou estímulos desencadeantes. Como resultado, isso pode levar a uma queda na pressão arterial e frequência cardíaca, causando tontura, visão turva, fraqueza e, em casos mais graves, perda de consciência.

Durante o exercício, especialmente se você se esforçar muito ou mudar rapidamente de posição, o sistema vasovagal pode ser ativado, causando tontura.

Hipoglicemia

A hipoglicemia ocorre quando os níveis de glicose no sangue ficam muito baixos. Isso pode ocorrer durante ou após o exercício, especialmente se você não se alimentou adequadamente antes do treino ou se esforçou intensamente sem reposição de energia. Os sintomas de hipoglicemia são: tontura, fraqueza, tremores, suor frio e confusão.

Então, como evitar tonturas após o treino de perna? 

Em todo caso, o importante é não desprezar os sinais de alerta do nosso corpo. Por isso, o ideal é se consultar com um médico antes mesmo de começar a sua rotina de treinos. Uma avaliação prévia é capaz de identificar doenças ou outras condições como as que listamos acima que determinarão o seu ritmo e te ajudarão a entender como o seu corpo funciona.

Mas se você já fez isso e está tudo ok com a sua saúde, confira algumas dicas essenciais para afastar a sensação de tontura após o treino:

  • Hidrate-se antes, durante e depois da atividade física. 
  • Ao final do exercício, busque ir desacelerando o ritmo e a carga gradualmente, evitando pausas bruscas. 
  • Não treine de estômago vazio, já que o baixo teor de açúcar no sangue pode baixar a pressão. Além disso, você ficará sem energia para executar os movimentos necessários.
  • Se estiver praticando algum exercício sentado ou deitado, levante com calma. Evite movimentos bruscos, já que eles favorecem a queda de pressão.
  • O primeiro passo do treino é sempre o aquecimento. Com ele, você prepara o seu corpo para o esforço físico que está por vir.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!