Sinais da menopausa: Saiba como identificá-los e o que fazer

25 de novembro, 2021

A menopausa é o nome dado ao período da vida da mulher após a sua última menstruação, de acordo com Rafael Lacordia, especialista em reprodução assistida. “Ela ocorre quando a reserva de folículos nos ovários da mulher acaba. Os folículos são responsáveis pela ovulação e pela produção de parte dos hormônios responsáveis pelo ciclo menstrual”, diz. “Só podemos chamar de menopausa se a mulher permanecer 12 meses consecutivos sem menstruar. Enquanto isso não acontece, falamos que ela se encontra no climatério, um período de transição entre a fase reprodutiva e a menopausa”. Por isso, é importante estar atento aos sinais da menopausa.

Essa fase geralmente acontece entre os 45 e os 55 anos, mas é possível que ocorra antes dos 40 em alguns casos, a chamada “menopausa precoce”. “Como as mulheres passam a produzir hormônios em níveis distintos aos anteriores, e cada uma tem uma produção diferente, cada mulher vai passar por essa fase com sintomas variados”, continua Rafael. 

Sinais da menopausa

Ainda assim, existem sintomas que são mais comuns e costumam ser experienciados por boa parte das mulheres, já na fase do climatério. São eles: 

  1. Fogachos (ondas de calor): episódios súbitos de calor, principalmente no tronco, no pescoço e na face que, quando muito intensos, chegam a atrapalhar as tarefas do dia a dia; 
  2. Irregularidade menstrual (até que os ciclos cessem de vez);
  3. Ressecamento vaginal, com dor na relação e diminuição da libido;
  4. Alterações de humor;
  5. Alterações no turgor da pele e na distribuição da gordura corporal;
  6. Perda de massa óssea, aumentando o risco de osteopenia e osteoporose. 

Acho que estou em menopausa, e agora? 

Ao perceber esses sintomas, a regra é clara: procure o seu médico ginecologista. Isso porque é preciso avaliar se há a necessidade de reposição hormonal como forma de manutenção do estilo de vida e de prevenção de doenças (como as cardiovasculares, por exemplo), ou se dá para apenas controlar os sintomas que surgirem. 

Leia também: Alimentos que aliviam os sintomas da menopausa

A menopausa não tem tratamento, afinal, é parte de um processo natural de falência ovariana — e não há nada que recupere os folículos que se foram. No entanto, é possível tratar os sintomas que essas mudanças hormonais trazem. “Mulheres que se queixam de secura vaginal podem se beneficiar do uso de lubrificantes; alterações de humor podem ser acompanhadas por um psiquiatra, que irá julgar a necessidade ou não de medicações específicas; perda de massa óssea pode ser corrigida com maior ingestão de cálcio e vitamina D; e assim sucessivamente”, finaliza o especialista. 

Fonte: Rafael Lacordia, especialista em reprodução assistida da Huntington Medicina Reprodutiva.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.