Maneiras simples de ajudar a retardar o envelhecimento

Bem-estar Equilíbrio
22 de Janeiro, 2020
Maneiras simples de ajudar a retardar o envelhecimento

Apesar de inevitável, muitos temem o envelhecimento. A maneira que envelhecemos é complexa é depende de diversos fatores internos e externos, como genética, alimentação, rotina e muitos outros.

Porém, com pequenas atitudes simples no dia a dia é possível melhorar o jeito que os anos avançam e, melhor, aumentar a longevidade. Confira:

Coma menos calorias

Ingerir um valor calórico menor não quer dizer que você deva passar fome. Pode ser uma tarefa difícil para alguns. Porém, consumir mais calorias do que gasta influencia diretamente no sobrepeso, na saúde cardiovascular e, assim, na expectativa de vida. Não é preciso pensar em dieta, mas em uma alimentação balanceada, rica em comida de verdade, com muitos legumes, verduras, frutas e cereais integrais.

Leia também: Dieta da longevidade: O que comer para viver mais e melhor

Prefira alimentos orgânicos 

A principal característica dos alimentos orgânicos é que são cultivados sem o uso de agrotóxicos. Eles também não sofrem nenhum tipo de alteração genética, como acontece com os alimentos transgênicos, que têm seu DNA modificado para atender a alguma necessidade específica da indústria. Os nutrientes e o sabor natural são preservados durante o cultivo, porque não foram afetados por produtos químicos, tampouco por modificações genéticas. Além disso a qualidade nutricional e dos compostos bioativos dos alimentos são mais ricas e concentradas.

Pratique exercícios de alta intensidade

Exercícios de alta intensidade, como HIIT, podem deixar uma pessoa nove anos mais jovem do que a idade apresentada em sua certidão de nascimento. Isso é o que diz um estudo publicado no periódico Preventative Medicine. A pesquisa relaciona o envelhecimento do ser humano com os telômeros das células. A principal função dessa estrutura é impedir o desgaste do material genético e manter o cromossomo estável. De acordo com a análise, os voluntários com telômeros mais curtos – ou seja, com sinais de envelhecimento celular maiores – tinham um estilo de vida sedentário. Já as pessoas que faziam exercícios físicos de alta intensidade tinham os telômeros mais compridos e, consequentemente, mais jovens.

Leia também: HIIT: Aula curta e intensa para queimar gordura

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!