Principais causas da infertilidade em homens e mulheres

Gravidez e maternidade
14 de Maio, 2024
Principais causas da infertilidade em homens e mulheres

Um grande número de pessoas é afetado pela infertilidade durante a vida, de acordo com relatório publicado em 2023 pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Cerca de 17,5% da população adulta – em torno de 1 em cada 6 pessoas em todo o mundo – sofre de infertilidade. Ou seja, o dado mostra a necessidade urgente de aumentar o acesso a cuidados de saúde acessíveis e de alta qualidade. Mas, quais serão as principais causas da infertilidade em homens e mulheres? 

Natalia Barros, nutricionista e Mestre em Ciências pela UNIFESP, e a Dra. Paula Fettback, Ginecologista especialista em Reprodução Humana pela Febrasgo discutem os principais motivos da infertilidade em homens e mulheres.  

A fertilidade tem ganhado relevância nos últimos tempos, principalmente considerando-se a intensa mudança de valores e opções de vida de homens e mulheres. Nesse contexto, Natalia Barros, nutricionista e Mestre em Ciências pela UNIFESP, e a Dra. Paula Fettback, Ginecologista especialista em Reprodução Humana pela Febrasgo, fornecem insights valiosos sobre o tema. Ambas trazem à tona questões que envolvem tanto a fertilidade feminina quanto masculina, assim como os impactos do estilo de vida moderno, por exemplo. 

Principais causas da infertilidade

No ano passado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou que a infertilidade afeta a vida de aproximadamente 1 em cada 6 casais no mundo. “Esse cenário alarmante nos leva a refletir sobre os múltiplos fatores que contribuem para esse problema de saúde pública, tais como desequilíbrios hormonais, fatores genéticos, estilo de vida inadequado e o adiamento da gravidez”, avalia a Natalia. 

Assim, num olhar amplo, é importante compreender que a infertilidade não é exclusivamente uma questão feminina. “Pois, ao contrário do que muitos imaginam, as taxas de infertilidade masculina e feminina são similares”, alerta a Dra. Paula. 

No caso das mulheres, como aponta a médica, o fator idade é especialmente crucial, já que a qualidade e quantidade de óvulos diminui significativamente após os 35 anos, tornando a concepção mais desafiadora. “Nesse caso, exames como a dosagem do hormônio antimülleriano e o ultrassom transvaginal podem fornecer informações importantes sobre a reserva ovariana e orientar planos de preservação da fertilidade para mulheres que desejam adiar a maternidade”, orienta ela.

Além dos aspectos médicos, a nutrição desempenha um papel fundamental na promoção da fertilidade. “Ou seja, estratégias nutricionais adequadas, como uma dieta balanceada rica em nutrientes e antioxidantes, contribuem para a preparação do corpo para a gestação. 

De forma geral, o entendimento do novo contexto da fertilidade requer uma abordagem sistêmica, que leve em consideração tanto os aspectos médicos quanto os comportamentais, concordam as especialistas, que listam abaixo os fatores de maior efeito na fertilidade de homens e mulheres na atualidade. 

Principais causas da infertilidade feminina

 

  • Idade (em função da diminuição do número de óvulos após os 35 anos);
  • Distúrbios hormonais;
  • Endometriose;
  • Ovários policísticos;
  • Problemas nas tubas uterinas;
  • Estilo de Vida (tabagismo, consumo excessivo de álcool, dietas inadequadas e sedentarismo);
  • Por fim, genética.

 

Leia também: Como voltar ao corpo de antes da gravidez

 

Principais causas da infertilidade masculina

  •  Idade (o envelhecimento masculino também pode afetar a qualidade e quantidade de espermatozoides, por exmeplo);
  • Desequilíbrios Hormonais;
  • Varicocele (Veias dilatadas no escroto, que podem afetar a produção e qualidade dos espermatozoides);
  • Infecções;
  • Obesidade;
  • Além disso, estilo de vida;
  • Genética.

 

Para quem quer aprofundar 

A Dra. Paula Beatriz Fettback e o Dr. Alfonso Massaguer acabam de lançar o livro A Espera, na intenção de gerar um conteúdo acessível a qualquer pessoa interessada em aprofundar o entendimento sobre reprodução humana, planejamento familiar e infertilidade. A obra inclui explicações, casos clínicos e uma linguagem que facilita uma boa compreensão geral e específica do assunto. 

Sobre os autores:

Dra. Paula Fettback (CRM SP 117477 l PR 33094) é formada em Medicina pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), com residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Fez estágio em Reprodução Humana na Universidade de Michigan (EUA). Paula é doutora em Ciências Médicas pela Disciplina de Obstetrícia e Ginecologia pela Faculdade de Medicina da Universidade (USP) de São Paulo. Além disso, a autora é médica da Clínica MAE (Medicina de Atendimento Especializado), em São Paulo. Agora, realiza o sonho de abordar questões pessoais e técnicas que envolvem o processo de gestação.

Dr. Alfonso Massaguer (CRM 97.335) é formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Ginecologista e Obstetra pelo Hospital das Clínicas e atua em Reprodução Humana há 20 anos. Dr. Alfonso é diretor-clínico da MAE (Medicina de Atendimento Especializado) e da clínica Engravida, ambas especializadas em reprodução assistida. Também foi professor responsável pelo curso de reprodução humana da FMU por 6 anos. Após escrever diversos artigos e capítulos para livros de ginecologia, reprodução e obstetrícia, o autor agora realiza o sonho de escrever um livro mais acessível, cuidadoso e amigável para todas as pessoas.

 

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

doação de óvulos qualidade dos óvulos
Gravidez e maternidade

É possível melhorar a qualidade dos óvulos de uma mulher?

O DNA dos óvulos que uma mulher libera ao longo da vida forma-se antes mesmo do nascimento dela. Mesmo assim, é possível melhorar a qualidade dos

montagem com as fotos de Justin Bieber e Hailey Bieber anunciando a gestação
Gravidez e maternidade Saúde

Hailey Bieber, que tem histórico de AVC, está grávida. Veja riscos e cuidados

A esposa de Justin Bieber, que tem histórico de AVC e cardiopatia, anunciou sua gravidez na última quinta-feira (09/05). Saiba mais

bebê prematuro extremo
Gravidez e maternidade Saúde

Bebê prematuro extremo: “Não ouvi o choro do meu bebê ao nascer”, conta mãe de UTI

Josenilda Pedreira Alves é mãe de Dario, um bebê prematuro extremo, que  nasceu em janeiro com 26 semanas de vida