Osteopenia e osteoporose na menopausa: Entenda a relação

3 de fevereiro, 2022

Mulher sofre! Ouço muito essa frase. E de fato, a mulher com mais de 40 anos precisa estar bem atenta a saúde e os efeitos que as alterações hormonais podem trazer, como osteopenia e osteoporose. Silenciosa mais perigosa.

Um osso saudável é um osso rígido, cheio de cálcio e outros minerais. Eles precisam ser resistentes pois compõem a estrutura do nosso corpo, dando a sustentação.

Constantemente temos ossos sendo preenchidos com os minerais que chegam, e, perdemos num pouco desses minerais também. Até aproximadamente os 30 anos, ganhamos mais osso do que perdemos. Mas, com o passar dos anos e, principalmente a menopausa, temos uma maior facilidade para perdê-los.

Isso acontece porque, na menopausa, diminuímos um hormônio que auxilia na entrada dos minerais para dentro do osso. Então, se não cuidar, a mulher pode desenvolver a osteopenia e osteoporose.

Leia também: Estilo de vida e sintomas da menopausa: Conheça a relação

Osteopenia e osteoporose na menopausa

A osteopenia seria um primeiro estágio de ossos fracos. Neste nível, é mais fácil reverter o processo e através de suplementos, boa alimentação e exercícios, os ossos podem voltar a ser fortes como antes.

Na osteoporose, que seria um estágio mais avançado de perda óssea, os cuidados devem ser maiores. Pois, os ossos têm maior facilidade em se quebrar e por isso, tratamento medicamentoso, exercícios direcionados são mais do que necessários.

Algumas dicas para manter a saúde dos seus ossos: manter alimentação rica em cálcio com derivados de leite e verduras verdes escuras. Além disso, tabaco, álcool e cafeína devem ser evitados.

Outras dicas são: tomar sol por aproximadamente 20 minutos diários, para garantir um bom nível de vitamina D e exercícios. Exercícios sempre!

Os mais recomendados para evitar osteopenia e osteoporose são os de resistência, que você faz com um peso extra, seja musculação ou ginástica localizada ou funcional (mas precisa ter peso) e, não adianta ser na água.

Exercícios com impacto também são indicados. Mas, com cuidado principalmente daquelas que já tem osteopenia e osteoporose ou mesmo outros problemas articulares.

Por fim, a ideia é ficar atenta a saúde dos seus ossos e sempre procurar um profissional especializado para ajudar.

 Vamos nos cuidar!

bruna oneda