Neuroarquitetura: Como decorar o ambiente para melhorar o bem-estar

Bem-estar Equilíbrio
29 de Julho, 2021
Neuroarquitetura: Como decorar o ambiente para melhorar o bem-estar

A neuroarquitetura refere-se ao estudo da neurociência aplicada à arquitetura. Isto é, como o ambiente físico impacta nosso cérebro.

Ou seja, a neuroarquitetura tem como objetivo criar um ambiente agradável e relaxante para o morador. Desenvolvida pelo neurocientista Fred Gage e pelo arquiteto John P. Eberhard, a disciplina foi criada para entender como o ambiente físico influencia a estrutura e o funcionamento de nosso cérebro. 

Principalmente para quem trabalha em casa, a neuroarquitetura é uma ótima opção para estimular a produtividade, potencializar o foco e aumentar a concentração. Além disso, a técnica é muito utilizada para melhorar a qualidade de vida em residências, escolas, hospitais, locais de trabalho, entre outros.

Como a neuroarquitetura funciona?

Para entender melhor, é preciso saber que certos aspectos dos ambientes fazem o nosso cérebro desenvolver determinadas sensações. Isto é, esses espaços funcionam como âncoras para a memória. Com a neurociência, os arquitetos têm a possibilidade de criar espaços que estimulem esses resultados. 

Assim como os ambientes podem trazer a sensação de harmonia, eles também podem carregar energias negativas. Imagine, por exemplo, um quarto pequeno, com teto baixo e paredes escuras — quais sensações você associa a essa cena?

Portanto, é importante que o lar traga sentimentos de bem-estar e aconchego. Já um escritório, por outro lado, deve ser projetado pensando no objetivo principal dos funcionários: trabalhar com foco e menos estresse.

Leia também: Feng Shui: O que é e dicas simples para inseri-lo em sua casa

Dicas para criar ambientes relaxantes com a neuroarquitetura

Se você se interessou e deseja começar a pensar na sua própria casa com os olhos da neuroarquitetura, confira algumas dicas abaixo:

Traga aspectos da natureza para dentro do ambiente

A presença do verde e a sensação de estar na natureza são essenciais para estimular o relaxamento. Portanto, opte por plantas naturais, quadros com paisagens ou pisos de madeira.

Além disso, manter o ambiente iluminado e com boa ventilação também contribui para reduzir o estresse. 

Leia também: Como organizar o quarto a favor da sua saúde mental

Iluminação 

Em áreas como o quarto, você pode investir em luzes quentes (amarelas), que induzem a produção de melatonina. Já a luz branca deve ser usada em ambientes que precisam de concentração e foco, como o escritório.

Cores

As cores são fatores essenciais na neuroarquitetura por gerarem um grande impacto no cérebro. 

Sendo assim, os tons claros podem ser usados para favorecer a concentração. Por outro lado, cores vibrantes estimulam a criatividade e cores escuras exalam seriedade.

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

10 benefícios da banana que provavelmente você não conhece (mais receitas)

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

mulher fazendo o exercício peck deck na academia
Bem-estar Movimento

Peck deck (voador): o que é, para que serve e como fazer o exercício

Entenda quais músculos o peck deck aciona, como executar corretamente e quais exercícios podem substituí-lo nos dias mais cheios da academia

perda muscular
Bem-estar Movimento Saúde

Perda muscular compromete a recuperação do paciente  

A sarcopenia, a perda de massa muscular e da força, aumenta o risco de complicações em diversos quadros