Moon sugar: versão de adoçante é melhor do que as demais?

Alimentação Bem-estar
19 de Setembro, 2023
Moon sugar: versão de adoçante é melhor do que as demais?

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou uma nova diretriz sobre o uso de adoçantes. No documento, a entidade alertou sobre os riscos do consumo abusivo da substância, embora não tenha proibido nenhum ingrediente específico. No entanto, a indústria alimentícia está ampliando o uso do moon sugar, adoçante com uma composição mais saudável do que os existentes no mercado.

Veja também: É permitido usar adoçantes durante a gravidez?

O que é o moon sugar?

De acordo com Daniela Zunin, nutricionista do Instituto Nutrindo Ideais, o moon sugar é, de fato, um adoçante natural e com mais benefícios do que os outros. “Ele é feito com a junção de três ativos: stevia, taumatina e base de fibra de mandioca”, explica.

Além disso, o produto não possui polióis, que são carboidratos utilizados como substitutos do açúcar de mesa, a sacarose. “Encontramos os polióis em adoçantes como eritrol, manitol, sorbitol, maltitol e isomalte. Contudo, muitos dos polióis trazem reações adversas e inflamatórias no intestino principalmente em pessoas com sensibilidade”, alerta a nutricionista.

Diferenciais e benefícios

Comparado com os adoçantes presentes em produtos industrializados ou para uso culinário em casa, o moon sugar tem um sabor mais atraente. “É mais suave e equilibrado, sem deixar o gosto amargo ou metálico. Ou seja, não apresenta característica de retrogosto”, comenta Daniela. 

Além do sabor, o adoçante tem outras vantagens, na avaliação da especialista. Confira:

  • Promove saciedade e controle da fome.
  • Tem poder de caramelizar igual o açúcar de mesa, mas com o benefícios de não alterar a cor. Então, é uma boa opção para preparações culinárias.  
  • Possui índice glicêmico baixo, podendo ser usado em dietas que exijam restrições e por pessoas com diabetes. O motivo? A fibra da tapioca não é absorvida pelo organismo.  

Riscos de consumir o moon sugar em excesso

Apesar dos atributos benéficos, não significa que o moon sugar seja livre de possíveis efeitos colaterais. Por isso, é importante ter atenção à quantidade que se consome. “O excesso de adoçantes artificiais pode estar associado a alguns riscos para a saúde. Por exemplo, o consumo exagerado de adoçantes artificiais pode, paradoxalmente, levar ao ganho de peso em algumas pessoas. Isso pode ocorrer porque os adoçantes são capazes de ‘enganar’ o corpo. Como resultado, o desejo por mais calorias e açúcar aumenta”, avisa a nutricionista.

Outro revés é a alteração do paladar. Segundo Daniela, o uso constante de adoçantes condiciona nosso paladar a apreciar os “sabores muito doces”. Dessa forma, passamos a rejeitar ou achar os alimentos naturais menos atraentes. “Isso leva a escolhas alimentares menos saudáveis”, avisa.

Distúrbios metabólicos e psicológicos

“Alguns estudos sugeriram que o consumo excessivo de adoçantes artificiais pode estar ligado a distúrbios metabólicos, como resistência à insulina e aumento do risco de doenças metabólicas, como diabetes tipo 2”, fala a expert. 

Contudo, quando se trata do moon sugar, faltam estudos específicos que apontem impactos da substância à saúde. Mesmo assim, isso não é sinal de que podemos usá-lo desenfreadamente.

Outro “porém” é o impacto psicológico que o adoçante pode gerar nas pessoas. Não só o moon sugar, mas outros adoçantes podem nos iludir de que está tudo bem abusar do doce. “Uma vez que esses produtos reduzem as calorias aparentes dos alimentos, pode ter essa percepção de que é aceitável comer mais”, complementa.

Qual seria a quantidade ideal?

A dica vale para tudo na vida: ter equilíbrio. O moon sugar pode ser uma alternativa mais saudável para ingerir em momentos estratégicos. Portanto, não deve ser uma regra na rotina.

Então, a reeducação alimentar seria o melhor caminho para fazer escolhas mais prudentes no cardápio para ser sustentável. “Para quem tem dificuldades em abolir integralmente o consumo de açúcar, uma moderação responsável pode permitir a incorporação de quantidades mínimas, como uma pequena colher de chá por dia”, sugere Daniela.

FONTE: Daniela Zuin, nutricionista do Instituto Nutrindo Ideais (@NutrindoIdeais) e especialista em nutrição clínica e estética. CRN9 – 4434 E CRN4 – 06101655/S.

 

Alimentação e Movimento
Uma alimentação equilibrada pode potencializar os resultados do seu treino! Assine o Clube Vitat Cuida e garanta descontos exclusivos em consultas com nutricionistas, farmácias, exames laboratoriais e manipulados.

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!