Linhas de Blaschko: conheça as listras invisíveis da pele

Beleza Bem-estar
07 de Agosto, 2023
Linhas de Blaschko: conheça as listras invisíveis da pele

Você acha que apenas os tigres, as zebras e alguns gatos possuem listras? Na verdade, nós também temos! A questão é que as linhas de Blaschko, como são chamadas, são invisíveis nos seres humanos – e geralmente só aparecem em condições como vitiligo e eczema. Saiba mais a seguir:

Afinal, o que são as linhas de Blaschko?

O médico dermatologista Dr Lucas Miranda afirma que tratam-se de padrões invisíveis na disposição das células da pele, que seguem um trajeto específico e característico. Elas foram descritas pela primeira vez pelo dermatologista alemão Alfred Blaschko, em 1901, e podem der observadas em diversas condições dermatológicas.

“Essas linhas representam um padrão de migração das células durante o desenvolvimento embrionário e fetal, e não são facilmente perceptíveis na pele a olho nu. No entanto, quando certas doenças cutâneas se manifestam, podem seguir o curso dessas linhas, tornando-as visíveis”, diz.

Em quais doenças as linhas de Blaschko podem se manifestar?

O especialista cita dois exemplos de condições que evidenciam as nossas “listras”. “São mais frequentemente notadas em algumas doenças genéticas da pele, como a mosaico cutâneo (ou hipomelanose linear de Blaschko) e o nevo epidérmico.”

ilustração mostrando onde ficam as linhas de Blaschko no corpo humano

Ilustração de como são as linhas de Blaschko no corpo humano

Enquanto a primeira é caracterizada por manchas brancas e lineares na cútis, a segunda diz respeito a um crescimento anormal de células na pele, o que forma manchas mais escuras ou elevadas.

Leia também: Vitiligo: o que é, sintomas, causas e tratamento

Mas o que fazer se eu notar essas linhas no corpo?

“Caso você perceba padrões lineares ou curvilíneos na sua pele, especialmente se forem acompanhados de manchas ou outras alterações cutâneas, o recomendado é procurar um dermatologista para uma avaliação adequada”, indica o Dr Lucas Miranda.

Isso porque somente um profissional capacitado consegue realizar o correto diagnóstico, bem como determinar se as alterações têm relação com as linhas de Blaschko.

“Vale ressaltar que somente um dermatologista é capaz de realizar um diagnóstico confiável e indicar o tratamento mais apropriado, se necessário. Nunca tente realizar autodiagnóstico ou tratamento por conta própria, pois isso pode agravar o problema ou levar a resultados incorretos.”

Fonte: Dr Lucas Miranda, médico dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!