Lagom: Conheça o estilo de vida saudável e equilibrado dos suecos

11 de setembro, 2019

Eles são exemplo de alimentação e hábitos saudáveis, e agora o estilo de vida praticado pelo povo da Suécia, o Lagom, promete ser também referência para quem busca mais equilíbrio para o dia a dia. 

O termo, sem tradução exata em português, significa algo como “nem pouco, nem muito”, e para os suecos representa a arte de viver de maneira equilibrada, mais desacelerada e sem problemas. As pessoas dessa região param, olham, escutam e esperam. Para eles, a beleza de diminuir a velocidade ajuda a ficar mais no momento e a desfrutar dos prazeres simples do cotidiano.

Por que a Suécia?

A Suécia está classificada entre os três primeiros países mais felizes do mundo para se viver. Por lá, a filosofia Lagom prega o equilíbrio em todos os aspectos – do trabalho ao lazer com a família, passando pela forma de se alimentar e vestir. A intenção é que seja possível dedicar tempo às coisas que importam e encontrar mais felicidade.

Em um mundo de ritmo acelerado, não seria maravilhoso poder aproveitar uma rotina com menos pressão e estresse, e mais tempo para o que traz satisfação? Confira dicas simples tiradas do livro “Lagom”, da escritora Niki Brantmark, que vão ajudar a adicionar mais do lifestyle da Suécia à sua vida:

Leia também: Maneiras de aumentar naturalmente a serotonina no corpo

Renda-se a um mergulho gelado

Os suecos gostam de mergulhar em água fria ao ar livre antes mesmo do café da manhã, e esse hábito não muda nem quando os termômetros descem para 10 graus. Para eles, além de relaxante, esse ritual os faz sentir mais acordados e prontos para enfrentar os desafios. Não está em um lugar perto de mar, rio ou lago? Tente terminar o seu banho matinal com uma explosão de água fria. Pode não ser tão consciente ou empoderador quanto um mergulho, mas você ainda terá muitos benefícios fisiológicos e conseguirá mais energia para o resto do tempo. 

Curta momentos de solidão

O estilo de vida Lagom incentiva que você aprenda a ser feliz nos momentos em que não está acompanhado. A solidão durante uma caminhada, por exemplo, pode ser perfeita para perceber e apreciar o que está a sua volta, desligar e ter liberdade para ficar sozinho com seus pensamentos – uma raridade no mundo lotado e conectado em que vivemos hoje.

Monte um guarda-roupa prático

O closet da suecas é minimalista e repleto de peças versáteis que combinam entre si. Tal prática facilita a escolha do que usar, e assim você tira o estresse de se vestir, além de gastar menos tempo e energia em compras e lavanderia. Também é mais econômico, e quem experimenta diz que faz com que se sintam mais felizes.

Faça pausas

Seja para tomar um café, ouvir uma música, dar uma volta no quarteirão ou ter uma conversa informal com um colega, é preciso se desligar por alguns minutos e dar um tempo para si mesmo. Um estudo Universidade de Baylor, no Texas, Estados Unidos, descobriu que as pessoas que faziam intervalos no trabalho relatavam sentir-se mais energizadas, capazes de se concentrar e mais motivadas, e eram menos propensas a apresentar dores de cabeça e nas costas. Em outras palavras, fazer pausas curtas e regulares é essencial. 

Aprenda a ouvir 

Converse com um sueco e você notará que eles raramente interrompem as pessoas, e pausas na conversa são completamente aceitáveis. Para os brasileiros, isso pode parecer desagradável. Culturalmente, estamos tão preocupados com uma lacuna na conversa que nos sobrepomos constantemente antes que as pessoas concluam sua frase. Os suecos também se sentem um pouco desconfortáveis ​​nesses momentos de silêncio, mas, em vez de “atacar” com uma série apressada de palavras, eles emitem sons, como uma respiração aguda ou até um som de música como um ‘hmmm’. Isso lhes dá tempo para refletir sobre algo significativo com o qual possam contribuir. Claro que esse tipo de discurso não funciona tão bem em uma festa onde as conversas são frequentes, mas com certeza tornará mais justo e igual um bate-papo comum, em que todos poderão ter a chance de dizer algo. Experimente desacelerar o discurso, e quando alguém terminar de falar, reserve um tempo para refletir (se necessário) antes de dar uma resposta significativa. Ao entrar em um ritmo mais lento, você descobrirá que é muito mais relaxante falar sem medo de interrupção. E você pode aprender coisas novas e fascinantes sobre a pessoa com quem está conversando.

Realize pequenos atos de bondade

Espalhar um pouco de felicidade não precisa envolver grandes gestos. Às vezes, os atos mais comuns acrescentam mais significado e inspiram os maiores sorrisos, e pegar pessoas desprevenidas com uma ação inesperada de bondade pode ser o gesto mais tocante de todos. Aqui estão algumas ideias simples:

  • Faça 10 elogios sinceros em um dia.
  • Escreva uma nota de agradecimento aos serviços públicos, como polícia, bombeiros ou enfermeiras.
  • Escreva uma carta a mão e entregue para um amigo ou parente.
  • Leve um guarda-chuva a mais e ofereça para um amigo do trabalho quando chover.

Leia também: Como equilibrar as nossas necessidades

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.