Hipervigilância: O que é, quais os sintomas e como lidar

Bem-estar Equilíbrio
10 de Julho, 2023
Lívia Barbosa Alves de Souza
Revisado por
Psicóloga • CRP 01/22261
Hipervigilância: O que é, quais os sintomas e como lidar

A hipervigilância é um estado de atenção, sensibilidade e alerta do seu ambiente. Isso pode fazer com que você se sinta alerta a qualquer perigo oculto. No entanto, muitas vezes esses perigos não são reais.

Ela pode ser caracterizada como um sentimento desagradável. Isso porque você não apenas percebe as sensações mais prontamente, como também é provável que não consiga desviar sua atenção delas.

Pode acontecer com a maioria das pessoas. Por exemplo, quem assiste a um filme de terror ou visita uma casa temática “mal-assombrada” geralmente fica aterrorizado com alguns ruídos, como portas batendo. Assim, outros podem ser hipervigilantes quando se trata de coisas específicas, como sons agudos ou desconforto físico. 

Sintomas da hipervigilância

A princípio, pessoas com hipervigilância podem provavelmente experimentar os seguintes sintomas: 

  • Inquietação e paranoia
  • Distração de tarefas importantes, conversas com outras pessoas e entretenimento, por exemplo
  • Frequência cardíaca rápida
  • Medo e raiva
  • Isolamento
  • Distúrbios de sono
  • Sensação de desamparo
  • Dependência
  • Tendência a brigar ou discutir com as pessoas
  • Exaustão e mudança no apetite

Causas

A hipervigilância pode ser causada por diversos fatores. Por exemplo, transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), fibromialgia, hipertireoidismo, doença adrenal, privação do sono, transtornos de ansiedade e esquizofrenia são alguns dos distúrbios médicos que aumentam a probabilidade de hipervigilância. Além disso, existem gatilhos comuns que podem causar ou contribuir para episódios da condição:

  • Sentir-se preso ou claustrofóbico
  • Sensação de abandonado
  • Ouvir ruídos altos (sobretudo se forem repentinos ou carregados emocionalmente), que podem incluir gritos, discussões e estrondos repentinos
  • Antecipar dor, medo ou julgamento
  • Dor física 
  • Sofrimento emocional
  • Lembranças de traumas passados
  • Estar em torno de comportamentos aleatórios e caóticos de outras pessoas
terapia-online-zenklub
Cuide da sua saúde mental com o Zenklub Plataforma conecta o usuário a profissionais da área e oferece uma série de conteúdos exclusivos. Veja as vantagens!

Tratamento e como lidar 

Por fim, o médico irá determinar a melhor maneira de tratar a hipervigilância. Assim, o profissional que fizer essa avaliação poderá indicar um psicólogo adequado para te auxiliar no sintoma. Dessa maneira, pode ser necessário conversar sobre certos traumas e experiências que podem ter levado aos medos atuais. 

Leia mais em: Meditação de escaneamento corporal: O que é e benefícios

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!