Escova massageadora capilar: para que serve e benefícios

24 de março, 2022

Você já ouviu falar da escova massageadora capilar? Se não, pode anotar: ela será seu próximo item tem-que-ter na lista de produtos de beleza. Sim, esse tipo de produto merece estar nas suas prioridades de autocuidado diário. Seu uso é recomendado por cabeleireiros e médicos especialistas em cabelos. A seguir, conheça mais sobre esse tipo de escova.

Para que serve a escova massageadora capilar?

Como o nome indica, as escovas massageadoras fazem uma verdadeira massagem no couro cabeludo. Dessa forma, elas estimulam a circulação do sangue na cabeça, trazendo vários benefícios. Vitaminas e nutrientes que entram no organismo por meio da alimentação, por exemplo, são melhor absorvidos na raiz dos fios.

Mas não é só isso. A massagem também remove células mortas e resíduos de produtos no couro cabeludo, distribui pelo fio o óleo produzido no bulbo  capilar de maneira uniforme e desobstrui os poros, facilitando o crescimento do cabelo. O resultado é uma cabeleira mais brilhante e saudável.

Leia também: Escova de cabelo: conheça as mais indicadas para cada tipo de fio

Benefício extra: relaxamento!

Uma das funções mais interessantes das escovas massageadoras capilares é a de proporcionar relaxamento. Isso porque a massagem estimula receptores presentes no couro cabeludo que contribuem para a sensação de bem-estar. Por isso, a escova ajuda a desestressar e pode até auxiliar a ter noites de sono mais tranquilas e reparadoras. 

Também é possível associar o momento de uso da escova massageadora a outros itens para criar um clima perfeito de home spa, como velas aromáticas, óleos essenciais e cosméticos enriquecidos com ingredientes como lavanda, alecrim, limão, hortelã e laranja

Como usar a escova massageadora?

Faça movimentos circulares suaves no couro cabeludo, com cuidado para não embaraçar os fios. A escova também pode ser usada para espalhar produtos como xampus e condicionadores de maneira uniforme nos cabelos úmidos.

O uso diário da escova está liberado. Porém, quem sofre com a produção excessiva de óleo deve evitar utilizá-la frequentemente, já que a massagem no couro cabeludo pode estimular as glândulas sebáceas. E quem tem algum processo inflamatório no couro cabeludo também deve evitar, para não agravar o quadro. 

Por fim, é bom saber que as escovas massageadoras capilares podem ser usadas não apenas em fios lisos mas nos ondulados e crespos também. Mas, a massagem requer um pouco de cuidado – fios finos e sensíveis, por exemplo, requerem atenção, pois podem quebrar ou cair. 

Fontes: Leandro Ferreira, hairstylist e visagista na Maison Jacques Janine, e Luciana Passoni, médica tricologista, ambos de São Paulo

Leia também: Intemperismo capilar: o que é e como evitar este problema para os cabelos

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.