Enem: Exercícios físicos ajudam a melhorar o desempenho

19 de novembro, 2021

A data mais aguardada pelos estudantes está chegando: o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, que acontecerá no dia 21 de novembro. 

As preparações para o Enem não são nada fáceis. Pode haver uma cobrança excessiva da família, dos professores e até mesmo do próprio aluno. Os candidatos costumam estudar durante o ano todo e, muitas vezes, esquecem dos momentos de distração. Por isso, conforme o dia da prova vai se aproximando, estresse e ansiedade podem surgir. 

Leia também: Como ajudar adolescentes a praticarem meditação

Existem várias estratégias para lidar com as emoções geradas pela tensão. Uma delas é a prática de exercícios físicos e esportes, que traz benefícios para o corpo e a mente. Veja abaixo os principais:

  • Ajuda na memória;
  • Aumenta a disposição;
  • Diminui o estresse, pois aumenta a produção dos hormônios que geram bem-estar (serotonina, dopamina, endorfina, ocitocina);
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Melhora o condicionamento físico e o tônus muscular;
  • Por fim, reduz as dores nas costas, por exemplo, impedindo o incômodo durante a prova — que tem duração de cinco horas e meia.

Inclua atividades físicas na sua rotina antes do Enem

Se você estava parado durante todo esse tempo, o ideal é começar com algo leve para combater o sedentarismo. Por exemplo, caminhar, pedalar e fazer yoga.

Dessa forma, caso você queira optar pela musculação na academia, o ideal é começar gradualmente. Afinal, não dá para sair do sedentarismo de uma hora para outra. Tenha o apoio de um educador físico para que ele monte um programa de treino de acordo com o seu condicionamento físico. 

Mas lembre-se de não exagerar, pois exercícios intensos podem gerar cansaço, e provavelmente você não quer estar cansado nos dias de prova do Enem.

Além disso, busque incluir alongamentos e técnicas de respiração na sua rotina. Faça movimentos para soltar áreas do corpo que ficam tensas, como o pescoço e a lombar.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Repórter