Como retomar as atividades físicas após o parto

Gerar uma vida é transformador. Em todos os sentidos. O corpo feminino muda ao longo de toda a gravidez e segue assim após o parto, no chamado puerpério. 

Para se manter saudável ao longo de toda essa fase é importante que a mulher tenha uma rotina equilibrada, tanto do ponto de vista da alimentação quanto dos exercícios físicos.

A atividade física traz inúmeros benefícios para a mãe e o bebê. Ela ajuda, por exemplo, a prevenir doenças como hipertensão e diabetes. Contribui ainda para evitar a obesidade e melhora dores no corpo. 

No entanto, voltar a se exercitar após a gestação pode ser um desafio, em função do tipo de parto e também por causa dos cuidados e preocupações quanto ao recém-nascido e à amamentação. 

O ginecologista Frederico Corrêa, da clínica de Reprodução Humana FertilCare e membro da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, afirma que o desconhecimento e a falta de orientação adequada sobre a possibilidade de realizar atividades físicas logo após o nascimento do bebê contribuem negativamente para isso. 

“Existe um receio de que o esforço físico possa levar a alguma complicação ou alteração no corpo feminino ou ainda atrapalhar a amamentação e o desenvolvimento do recém-nascido. Mas a verdade é que os exercícios trazem vantagens, desde que haja acompanhamento médico”, alerta.

Leia também: Quanto tempo preciso esperar depois de acordar para malhar?

Exercícios após o parto

“Durante a gestação, várias modificações ocorrem no organismo materno. As principais são aumento de peso, retenção líquida e inchaço. Já os aspectos relacionados ao nascimento do bebê envolvem o tipo de parto, se normal ou cesariana, dor, tamanho e local dos cortes e a presença de complicações, como infecções ou hemorragias”, detalha Frederico. 

Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de voltar a se exercitar, o que pode acontecer poucos dias após o parto ou levar mais tempo, dependendo do caso. “Após o parto natural, por exemplo, os exercícios físicos podem ser iniciados mais cedo. Isso demora mais depois de uma cesariana, já que é um processo cirúrgico, mais invasivo, agressivo e com maiores riscos para a mulher.”

Isso vale tanto para quem já praticava exercícios antes da gravidez, quanto para mulheres sedentárias. “Entretanto, deve-se observar as características prévias e atuais de cada pessoa e adequar o tipo de exercício ao seu perfil, ao modelo de parto realizado e à rotina de amamentação”, observa. Em geral, dois meses após o parto as mulheres já podem voltar ao seu dia a dia de maneira integral. 

“Os exercícios, quando feitos de forma adequada, promovem um retorno mais rápido em relação às mudanças no corpo causadas pela gravidez. Além disso, podem melhorar o humor, manter a aptidão cardiorrespiratória, ajudar na perda de peso e reduzir quadros de depressão e ansiedade”, conclui Frederico.

Outras vantagens são melhora da postura, maior flexibilidade, melhora na circulação sanguínea, recuperação pós-parto mais rápida, maior qualidade do sono e aumento da autoestima.

Faça sua avaliação de peso, descubra seu peso ideal e aprenda a emagrecer com a Low Carb. Clique para saber mais

Melhores atividades para o pós-parto 

Segundo o médico, os exercícios aeróbicos são os mais indicados. Além disso, vale investir no fortalecimento muscular e da pelve. 

“No caso de mulheres que já praticam atividade física antes e durante a gestação, a dica é voltar ao seu ritmo de exercícios o mais breve possível. Para quem leva uma vida mais sedentária, a sugestão é fazer atividades de maneira gradual”, afirma. Em ambos os casos, a orientação do obstetra é imprescindível. 

Abaixo, você descobre as atividades recomendadas por Frederico para fazer no pós-parto.

  • Exercícios aeróbicos (começando pela caminhada) por 15 a 20 minutos entre 3 a 5 dias por semana
  • Alongamentos
  • Exercícios para fortalecimento da musculatura pélvica (podem ser orientados por fisioterapeutas ou profissionais de educação física)
  • Musculação leve a moderada de 3 a 4 vezes na semana

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.