Crise de ansiedade e ataque de pânico: Entenda a diferença

Bem-estar Equilíbrio
31 de Março, 2020
Crise de ansiedade e ataque de pânico: Entenda a diferença

Apesar de alguns sintomas serem parecidos, crise ansiedade e ataque de pânico não são a mesma coisa. Enquanto a ansiedade surge diante de uma situação ou momento difícil da vida, o ataque de pânico muitas vezes não tem hora nem motivo para começar.

Ataque de pânico

O ataque de pânico na maioria dos casos é derivado de crises de ansiedade. Aparece quando você menos espera, por exemplo quando o indivíduo está dormindo, dura poucos minutos e, pode até ser confundido com um infarto ou AVC. 

O pânico se assemelha ao medo, é a resposta do corpo a um perigo iminente, mesmo que não exista ameaça óbvia ao bem-estar físico da pessoa.

Leia também: Qual é a diferença entre estar ansioso e ter ansiedade?

Dessa forma, é difícil o ataque ocorrer apenas uma vez e é a repetição que caracteriza o transtorno do pânico. 

 Alguns dos sintomas incluem: 

  • Palpitação
  • Sudorese
  • Tremores
  • Falta de ar
  • Dor ou desconforto no peito
  • Náusea ou desconforto abdominal
  • Sensação de desmaio
  • Medo de perder o controle e enlouquecer
  • Medo de morrer

Pode ser tratado com remédios e terapia. Por isso, é importante ter o acompanhamento de um psiquiatra, pois limita a qualidade de vida e pode levar à depressão.

Crise de ansiedade

Já a ansiedade generalizada é um transtorno em que a preocupação é mais constante, com picos eventuais. É uma resposta natural diante de situações que a mente encara como perigosas. Assim, nesses momentos de preocupação intensa, entra em ação um mecanismo de defesa que prepara o corpo para fugir ou enfrentar a ameaça.

O Brasil é um dos países com mais pessoas ansiosas, segundo relatório recente da Organização Mundial da Saúde (OMS). Pouco mais de 9% da população é afetada pela ansiedade, o triplo da média mundial. 

Na crise de ansiedade, os sintomas não duram pouco, e podem ser físicos e emocionais. Dessa maneira, eles vão crescendo com o tempo, intercalando em picos de melhora ou piora. 

Alguns sintomas incluem:

  • Tremedeira
  • Suor 
  • Dores de cabeça
  • Problemas no estômago e náuseas
  • Inquietação
  • Irritabilidade
  • Cansaço
  • Dificuldade para se concentrar
  • Tensão muscular
  • Insônia

O tratamento também inclui o uso de remédios e terapia. Portanto, se você tem esses sintomas, é recomendado buscar ajuda profissional para saber se realmente é transtorno de ansiedade generalizada.

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Quando mudar a rotina de skincare
Beleza Bem-estar

Rotina de skincare: quando mudar os produtos? Dermatologista explica

Segundo a dermatologista, apesar da percepção, a pele continua se beneficiando da rotina

aveia com limão
Alimentação Bem-estar

Dieta Oatzempic: suco de aveia com limão realmente emagrece?

Shake não oferece riscos, mas não cumpre efeitos milagrosos na perda de peso