Como a ansiedade afeta o foco e a concentração

22 de junho, 2020

Os problemas de foco e concentração podem atrapalhar seu desempenho, seja no trabalho, na escola ou para realizar qualquer tarefa. Diversas condições médicas podem contribuir ou causar incapacidade de concentração. Mas, uma das causas mais cada vez mais comum é a ansiedade.

A ansiedade nada mais é do que a resposta natural do ser humano diante de situações que a mente encara como perigosa, que visa protegê-lo contra danos. Essa resposta, envia ao corpo uma onda de hormônios do estresse. Dessa maneira, quando os hormônios são liberados, nossa frequência cardíaca aumenta, a respiração acelera e o sangue é desviado para os membros do cérebro. Nesse estado, nossa percepção e intelecto são prejudicados, dificultando a concentração e o foco.

Além disso, você também pode estar sofrendo de pensamentos acelerados – outro tipo de sintoma de ansiedade. Geralmente, este sintoma é causado quando o corpo começa a processar todos os pensamentos o mais rápido possível, o que também prejudica a concentração.

A concentração requer energia mental, quando você sofre de ansiedade essa energia é reduzida. 

Como melhorar a concentração afetada pela ansiedade 

A boa notícia é que existem maneiras de melhorar a concentração e reorientar sua mente. Dependendo da gravidade da sua ansiedade, pode ser um pouco difícil, por isso é fundamental buscar ajuda de um profissional. Mas as seguintes sugestões podem ajudar:

  • Faça pausas: Se você estiver trabalhando em um projeto, faça pausas a cada 45 minutos. Opte por passear ou praticar técnicas de mindfulness para relaxar.
  • Reduza a cafeína: Uma xícara de manhã pode ajudá-lo, no entanto, a ingestão excessiva de cafeína poderá causar diversos malefícios, especialmente na sua concentração.
  • Mude seus pensamentos: Pensamentos como “Não consigo me concentrar” e “Não tenho esperança” só pioram a ansiedade. Portanto, tente pensar diferente, como por exemplo: “Posso me concentrar e é normal precisar de uma pausa”.
  • Sintonize seus sentidos: Descanse seu cérebro fechando os olhos. É importante dedicar alguns minutos do seu dia para entrar em contato com o que você ouve, vê (internamente), cheira e sente.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo