Seja sua melhor versão

22 de junho, 2022

Uma forma de amar a si mesmo é cuidar mais das suas necessidades básicas. As pessoas que amam a si mesmas se alimentam diariamente através de atividades saudáveis. Isso inclui uma boa alimentação, atividade física, bom sono, intimidade e interações sociais saudáveis

Coloque limites e respeite os seus: uma pessoa que ama a si mesma sabe colocar limites e diz “não” a tudo que a afete física, emocional ou espiritualmente.

Lembre-se que, apesar dos seus problemas, você é uma pessoa única, especial e valiosa, e que você merece e pode vir a sentir-se bem acerca de si mesmo, se fizer coisas nesse sentido. 

Portanto, evite as distorções cognitivas, que são os pensamentos distorcidos, exagerados, como por exemplo: já que eu saí da dieta, não vou seguir, está tudo perdido mesmo.

Nesse sentido você está aumentando o fato, pensando que vai acontecer o pior, ou seja, não vou conseguir.

Esse pensamento é de um pessimista, que crê que tudo vai dar errado, seu foco está nos resultados negativos, despertando sentimentos como de tristeza, ansiedade, fracasso entre outros. 

Tenha pensamentos otimistas, percorrendo o caminho contrário do pessimismo, visualize situações positivas, foque nos seus objetivos, nas suas metas, visualize tendo sucesso e realização. 

Exemplo: Como você se sentiria se tivesse perdido o peso desejado? Usar as roupas que antes não lhe serviam? Como se sentiria tendo mais disposição para realizar tarefas e atividades físicas?

Quando você estabelece esse vínculo, esse diálogo interno, você se convence de que certos pensamentos não são reais, eles existem, mas não são verdadeiros, mas podendo ser mudados através das suas atitudes.

Isso não significa que você deve se conformar com o que te incomoda, mas é preciso aceitar-se antes de tentar mudar, caso contrário você provavelmente passará a vida lutando contra isso.

A sua postura, a forma como você se comunica, seja por meio de palavras, linguagem corporal ou visual, dizem muito sobre a sua autoconfiança. Às vezes dar uma “repaginada no visual”, melhorar a postura corporal, sorrir com mais freqüência já é o suficiente para que se sinta mais autoconfiante. 

Analise como está sua autoestima, perceba como você se vê, quais suas expectativas. Seja você, goste de você, trate-se com carinho, admiração, se você é capaz de se aceitar, terá mais segurança nas suas ações e decisões. 

Não tenha medo de errar. Essa é uma das emoções que mais te impede de ser sua melhor versão.

Por medo de errar e fracassar não sai da zona de conforto, não se arrisca e fica esperando que o “destino” seja o responsável por sua vida. Não tenha medo de errar e erre rápido para poder corrigir rapidamente. Os erros são a maior fonte de conhecimento e crescimento. 

Reflita: se você evita entrar em contato com o que é novo, vive fugindo do fracasso, é provável que acabe fazendo coisas que, na verdade, não queria fazer.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.