Problemas que você evita ao deixar o sedentarismo

28 de agosto, 2019

De acordo com dados do IBGE, quase 60% dos brasileiros estão acima do peso. Cerca de 82 milhões de pessoas apresentam IMC igual ou maior do que 25, indicando sobrepeso ou obesidade. Tudo isso se deve à junção de dois fatores: alimentação ruim e sedentarismo.

sedentarismo, que é a falta de exercício físico associada a hábitos como alimentação inadequada, tabagismo, sono sem qualidade e permanecer por muito tempo em uma posição só é uma porta de entrada para o desenvolvimento de doenças que podem ser letais. 

As razões que levam à falta de movimento são inúmeras, e todas giram em torno do estilo de vida – que mudou muito com o advento tecnológico. É muito mais fácil ficar horas usando o smartphone, jogando videogame e vendo TV do que sair da zona de conforto e investir seu tempo livre em uma caminhada ou outra atividade física. 

Leia também: Sedentarismo: O que fazer para não ser mais uma vítima

A carga horária de trabalho também aumentou nas últimas décadas, deixando o tempo livre cada vez mais escasso. O tempo que sobra é dedicado a atividades mais recompensadoras, como tomar uma cerveja e comer fast-food.

Sem falar que a alimentação está cada vez mais prática com o crescimento dos industrializados no cardápio da população mundial. Muitos deles contêm substâncias nocivas ao organismo – conservantes, muito sódio, corantes – que, aos poucos, “envenenam” o corpo e causam sobrepeso, cansaço (pois não são nada nutritivos) e alergias. 

Malefícios do estilo de vida sedentário

Falta de força muscular

Por não dar estímulo aos músculos, o indivíduo sedentário pode ter dificuldades para realizar atividades simples do dia a dia.

Dores nas articulações

Devido ao excesso de peso, os sedentários podem sentir incômodos nas articulações do corpo. Especialmente, o joelho, que é responsável por sustentar nosso peso durante o dia todo.

Doenças cardiovasculares

Pessoas sedentárias estão mais propícias a sofrer infartos ou AVC’s. Também podem sofrer aumento do colesterol, triglicérides e maior risco de diabetes.

Pequenas atitudes para ser mais ativo

O ideal é praticar atividades físicas regularmente por, pelo menos, 3 vezes por semana. O tempo da atividade física varia de acordo com a intensidade do exercício físico.Se você está certo de que não tem tempo para praticar exercícios, aqui vão algumas dicas para ser menos sedentário:

Suba escadas

Abandone as escadas rolantes e dê preferência às escadas convencionais. Seus músculos agradecerão e sua saúde também.

Ande mais

Que tal descer do ônibus alguns minutos antes do seu ponto? Ou descer uma estação antes do seu destino? Uma caminhada acelerada pode fazer toda a diferença na sua vida.

Vá de bike

Se você tem condições de comprar uma bike ou se já tem uma encostada em casa há muito tempo, que tal começar a usá-la? Além de cuidar da sua saúde, você estará contribuindo para promover um ambiente com menos poluição.

Leia também: Fitness x Wellness: Você sabe a diferença?

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.