Semaglutida: o antidiabético que pode ajudar na perda de peso

Alimentação Bem-estar
15 de Setembro, 2021
Semaglutida: o antidiabético que pode ajudar na perda de peso

Aprovado em junho de 2021 pelo FDA (Food and Drug Administration) para o tratamento da obesidade nos Estados Unidos, o medicamento de semaglutida está no mercado desde 2017 e é utilizado para o controle do diabetes. Contudo, ele promete ser útil para as duas condições — desde que combinado com a prática de exercícios físicos e com uma alimentação saudável. Saiba mais sobre:

O que é a semaglutida e como ela funciona no organismo

Para entender melhor como a semaglutida age, vale saber que quando comemos, nosso organismo libera uma substância que leva o nome de GLP-1. Essa molécula, por sua vez, tem as funções de otimizar a secreção de insulina pelo pâncreas, induzir o estômago a funcionar de modo mais devagar e diminuir a sensação de fome. Contudo, sua ação é extremamente rápida: ela fica apenas um minuto e meio circulando pelo corpo.

A semaglutida, então, tem a capacidade de se “disfarçar” de GLP-1, promovendo os mesmos benefícios da molécula — assim como a sibutramina e a liraglutida, que já são aprovadas para uso contra a obesidade no Brasil.

O remédio é administrado com injeções subcutâneas (embaixo da pele) uma vez por semana. A versão em comprimidos já existe, mas não está disponível no Brasil. Desse modo, a semaglutida cai progressivamente na corrente sanguínea, é quebrada por enzimas presentes no corpo (as mesas que metabolizam proteínas e peptídeos), age e, por fim, é eliminada pelos rins.

Leia também: Oxandrolona para que serve: Benefícios e efeitos colaterais

Como usar a semaglutida

A semaglutida só pode ser usada com prescrição e orientação médica. Além disso, é preciso tomar alguns cuidados básicos de armazenamento do produto. Como verificar a validade na embalagem, guardar em local seco e arejado e deixar fora do alcance de pets e crianças.

Geralmente, o especialista recomenda o aumento progressivo das doses (começar com quantidades pequenas e ir aumentando aos poucos) para minimizar os efeitos colaterais do remédio. Abdômen, parte superior do braço e coxa são as regiões mais indicadas para a aplicação.

Vale lembrar que, no Brasil, a semaglutida é originalmente prescrita para o diabetes e ainda aguarda a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o tratamento da obesidade. Contudo, o medicamento é muito utilizado aqui no país de forma off label (quando se receita um remédio com finalidade diferente daquela vista na bula). 

Leia também: Sibutramina: Para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Risco de câncer e outros efeitos colaterais

A semaglutida tende a ser bem tolerada pelo corpo se administrada da forma correta. Contudo, alguns efeitos colaterais podem aparecer, como:

  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Dor abdominal;
  • Constipação;
  • Perda de apetite;
  • Azia;
  • Dor de cabeça;
  • Fadiga;
  • Tontura;
  • Gases.

Ademais, há consequências consideradas raras:

  • Pulso acelerado;
  • Erupção cutânea (alergias);
  • Mal-estar;
  • Desidratação;
  • Cálculo biliar;
  • Depressão ou pensamentos suicidas;
  • Hematomas no local da injeção;
  • Retinopatia;
  • Problemas nos rins;
  • Reações alérgicas graves.

Por isso, é muito importante procurar um especialista para o tratamento. Por fim, o prórpio fabricante adverte para o risco de carcinoma medular de tireoide (CMT), ou câncer de tireoide. Contudo, o tumor é raro, e está ligado a questões genéticas. Portanto, uma breve investigação do histórico familiar do paciente já indica se ele está apto a tomar o medicamento.

Contraindicações da semaglutida

Pessoas com menos de 18 anos, grávidas e lactantes não podem fazer uso da semaglutida. O mesmo vale para quem tem problemas nos rins, histórico de retinopatia (doença que afeta a retina), problemas psiquiátricos, diabetes tipo 1, cetoacitose diabética (complicação do diabetes em que o corpo produz ácidos em excesso) e pancreatite.

Além disso, a semaglutida retarda o esvaziamento gástrico, o que pode comprometer a absorção de outros remédios.

Leia também: Fluoxetina para que serve e como usar o remédio

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

chá de boldo
Alimentação Bem-estar

Chá de boldo: para que serve, benefícios e como fazer

O chá de boldo é utilizado para tratar uma variedade de problemas digestivos, como má digestão, gases, azia, constipação e diarreia

prato com ovos, bacon, espinafre e tomates-cereja, ingredientes típicos da dieta cetogênica
Alimentação Bem-estar

Dieta cetogênica é indicada para emagrecer e desinchar; cardápio de 7 dias

Saiba tudo sobre a estratégia alimentar que conquistou muitas famosas

Creatina na menopausa
Alimentação Bem-estar Saúde

Creatina na menopausa: suplemento ameniza efeitos e promove bem-estar

A suplementação surge como uma alternativa promissora para combater os efeitos negativos da menopausa e promover o bem-estar feminino