Reativar memórias durante o sono melhora habilidades motoras

19 de novembro, 2021

O sono pode melhorar o aprendizado de novas habilidades motoras e contribuir na reabilitação de pacientes após um Acidente Vascular Cerebral (AVC). É o que afirma uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Northwestern, nos Estados Unidos. 

A descoberta foi feita com o auxílio de um dispositivo de treinamento em videogame, chamado de interface computacional mioelétrica (MyoCI, na sigla em inglês), criado pelos pesquisadores. Nele, os participantes praticaram 16 movimentos que exigiam a ativação de um músculo, ou de um grupo muscular específico. Assim, cada novo comando era acompanhado de um som diferente.

Na segunda etapa do estudo, os voluntários repetiram os movimentos, mas com os olhos vendados. Dessa maneira, eles eram guiados pelos sons experimentados anteriormente. Na sequência, dormiram por 90 minutos.

Durante o cochilo, os pesquisadores estimularam a memória dos voluntários ao reproduzirem oito dos 16 sons acionados no jogo, um a cada cinco segundos. A reativação era feita apenas quando os participantes atingiam o sono de ondas lentas, ou o sono profundo.

Sendo assim, os resultados mostraram que as pistas sonoras fortaleceriam a memória dos oito movimentos que eles tinham aprendido na primeira sessão, reforçando o aprendizado.

“Esses resultados demonstraram que a reativação da memória durante o sono contribui para novas habilidades motoras. Nós concluímos que o sono colabora com a aprendizagem de novas ações, o que também oferece o caminho do aprendizado necessário em certos procedimentos de reabilitação neurológica”, destacam os pesquisadores em artigo publicado no periódico Journal of Neuroscience.

Portanto, os autores acreditam que as habilidades conferida no estudo teria relevância para os campos da neurorreabilitação, aprendizado motor, cinesiologia e fisiologia.

Danos neurológicos e habilidades motoras

A interface desenvolvida pelos pesquisadores já era usada como parte do tratamento de pacientes com dificuldades de movimentar os braços após um AVC. Mas o que o estudo indica é que, com a reativação da memória durante o sono, uma melhora poderia ser alcançada mais rapidamente.

Leia também: Melatonina: Tudo sobre o hormônio do sono

“Os resultados sugerem que essa estimulação do sono pode potencialmente acelerar a reabilitação em sobreviventes de AVC, assim como em qualquer distúrbio neurológico que precise de uma reabilitação motora”, segundo Marc Slutzy, professor da Universidade Northwestern, e um dos autores do estudo, em comunicado divulgado pela instituição.

(Fonte: Agência Einstein)